Kabaret warszawski

Cada apresentação do polonês Krzysztof Warlikowski em Paris é um evento que marca profundamente os espectadores que tiveram a sorte de assistir a respresentação das suas obras.
Desta vez, o diretor polonês nos apresenta um Cabaré Varsoviano delirante que é também uma alerta aos perigos da radicalização dos nacionalismos que ameaçam as democracias mundiais.
Kabaret warszawski faz um paralelo entre os anos 1930 e a atualidade após o 11 de setembro. Warlikowski tira sua inspiração do texto I Am a Camera de John Van Druten e do filme Shortbus de John Cameron Mitchell. Seu cabaré um local de encontros, sem tabus, onde todos podem se exprimir e também um local de trocas e reflexões. Uma ilha aberta, sensível e frágil. Será que ela poderá resistir ao ódio camuflado nas teorias nacionalistas?

Cabaré

Cabaré warszawski

A obra dura 4.30 horas com um intervalo de 20 minutos. Trata-se de um teatro musical em polonês com legendas em francês.
Esta peça está sendo apresentada no Teatro Chaillot de onde temos uma vista da torre Eiffel inesquecível. Somente por isso vale a pena dar um pulo até lá. Leia clicando aqui artigo sobre este teatro, sua vista e seu restaurante.

No Théâtre du Chaillot, do dia 7 ao dia 14 de fevereiro.
Se estiver em Paris, não perca.