Robert

Robert Mapplethorpe e Patti Smith

.Robert Mapplethorpe é um dos grandes mestres da fotografia em preto e branco.  A exposição do Grand Palais apresenta 200 imagens e entre elas seus famosos retratos, nus e naturezas mortas extremamente estilizados.  ESta exposição nos revela toda a força erótica e estética da obra de Mapplethorpe.

No Grand Palais, de 26 de março até 13 de julho 2014.

Eu, Augusto, Imperador de Roma

Eu, Augusto, Imperador de Roma

. Para comemorar o bimilenário da morte de Augusto, Paris apresenta a exposição Moi, Auguste, Empereur de Rome. Acompanhamos o cotidiano dos romanos através da reconstrução de uma cidade situada perto do Vesúvio e de uma seleção de estátuas, relevos esculpidos, afrescos, mobiliários, pratarias.

No Grand Palais, de 19 de março até 13 de julho 2014.

Bill Viola

Bill Viola

. Bill Viola é o mais célebre representante da arte vídeo. O Grand Palais reúne obras de 1975 até hoje, misturando quadros em movimento e instalações monumentais. Esta é sem dúvida uma das grandes exposições de 2014 em Paris. Bill Viola nos revela os grandes temas metafísicos: vida, morte e transfiguração.

No Grand Palais, de 5 março até 21 de julho.

Henri Cartier Bresson, rue Mouffetard

Henri Cartier Bresson, rue Mouffetard

. O Centre Pompidou, através de 500 fotos, desenhos, pinturas, filmes e documentos homenageia  a obra de Henri Cartier Bresson. Cartier Bresson, chamado o “olho do século”, impôs a fotografia como uma das maiores expressões da modernidade. A exposição segue o percurso do artista, do surrealismo até a guerra fria, passando pela guerra da Espanha, a segunda guerra mundial e o fim das colônias africanas.

No Centre Pompicou, de 12 de fevereiro até 9 de junho 2014.

O Gato de Botas© Bibliothèque Nationale de France

O Gato de Botas© Bibliothèque Nationale de France

Chapelzinho Vermelho, Gustave Doré

Chapeuzinho Vermelho, Gustave Doré

. Gustave Doré é um imenso artista que merece ser conhecido. Sua carreira artística começou aos 15 anos quando ele se tornou caricaturista e ilustrador profissional. Doré ilustrou sátiras históricas e textos famosos como a Bíblia, Dante, Rabelais, Cervantes, Shakespeare, Balzac, Poe. E trabalhou também o dezenho, a pintura, a gravura e a escultura. Gustave Doré influenciou pintores e cartunistas da sua época.

No Musée d’Orsay de 18 de fevereiro até 11 de maio.

Rayssa

Martial Rayssa

Este ano o Centre Pompidou homenageia o pintor contemporâneo Martial Raysse com uma retrospectiva que provavelmente fará sucesso. Dos anos 60 até hoje, a exposição nos revela o percurso de Raysse da Pop Art até suas obras recentes.

No Centre Pompidou, a partir de mail 2014.