O estilo característico de Fred Le Chavalier

Fred Le Chevalier, em português, Fred o Cavalheiro, é o artista parisiense mais em voga do momento. Suas colagens poéticas e românticas podem ser vista por toda a cidade de Paris, mas principalmente em Belleville, berço da street-artista parisiense e bairro onde o artista mora e trabalha.

Personagens simbólicos

Seus adoráveis personagens, com traços inconfundíveis em preto e branco com uma pitadinha de vermelho, amarelo ou verde, criam um cenário perfeito na arquitetura bege da Cidade Luz. Suas obras não agridem o patrimônio uma vez que a técnica de colagem é a composição da arte no papel, aplicada na parede com água e farinha.

Fred é um artista apaixonante. Sua arte é inspirada por Ernest Pignon-Ernest, Alexandre Dumas e Dom Quixote. Sua primeira colagem, realizada há sete anos atrás, foi um presente para a mulher que ele amava.

Ano passado, durante uma entrevista no Canal Saint Martin, perguntei à Fred qual a mensagem por trás de suas obras.

“Eu gosto que as pessoas criem seu próprio significado, que elas se apropriem dos meus desenhos e que inventem suas histórias. Meus temas são lembranças da infância, ligadas ao reino dos sonhos e dos contos. Às vezes são emoções agradáveis, sobre o amor, outras vezes trato emoções difíceis e sofridas. Mas meu desenho é otimista, uma mistura entre poesia e arte de rua.”

Fred, Le Chevalier nas ruas de Paris

Embora a street- art tenha o aspecto ilegal em seu conceito, Fred costuma colar suas obras nas ruas de Paris durante o dia. É comum o encontrarmos em ação durante os nossos tours de street-art ou então tomando um café, no nosso ponto de partida em frente a Associação Le M.U.R., na rua Oberkampf.

Este texto foi escrito por Fernanda Hinke, criadora do roteiro de street art em Belleville. Conheça aqui.