Não percam a exposição de Yayoi Kusama (somente até o dia 9 de janeiro) no Centre Pompidou.

Pintora, escultura, escritora, Kusama é uma artista proteiforme. Seu trabalho possui uma marca forte, os dots ou pois ou bolinhas. Quando criança ela viveu uma alucinação que a marcou para sempre. Sentada na sala de jantar na casa de seus pais, de repente as pequenas flores vermelhas da toalha se multiplicaram no teto, nas paredes, no chão, no seu corpo.

Artista nômade, Kusama viveu os anos 1960 em New York e foi uma das líderes do movimento artístico dessa época.

Acima uma das obras fortes da exposição.

Esta obra eu a denominei “pausa encantamento”: os visitantes caminham dentro de um espaço invadido por focos luminosos refletidos pelos espelhos. A perda do controle espacial é surpreendente.

Consultem o site oficial de Kusama. Cliquem aqui.

Consultem também o site do Centre Pompidou aqui.