Nos anos 1980, 1990 os franceses associavam o Brasil ao futebol, carnaval, praias, inflação, bossa nova, travestis e favelas. Nos jantares entre amigos estes eram os principais temas que os franceses queriam discutir comigo. No final do anos 90 e início do século XX outros temas apararecerem, como amazônia e violência sendo que inflação e travestis desapareceram. Nos últimos dois anos houve uma introdução de novos temas como petróleo, Embraer, Bric, soja, suco de laranja, alcool.

Ao longo destes anos eu fui uma observadora da maneira como a mídia francesa descreve o Brasil e da maneira como os parisienses espelham os interesses desta mídia. De uma imagem de país bonito, festivo e cheio de problemas o Brasil passou a ser visto como um país produtor de petróleo, com taxas de crescimentos elevadas se comparadas com as francesas, com uma indústria sólida, o gigante exportador da América Latina.

Na última semana a imprensa francesa colocou em destaque mais uma vez o termo Bric. Acho que todos conhecem esta expressão, Brasil, Russia, India e China, os famosos países ditos emergentes. Pois bem, a França conta com a presença dos novos ricos destes países para incentivar o seu turismo.

crillon1.jpg

foto: hotel Crillon

Nas páginas do Journal du Dimanche um artigo sobre a renovação dos hotéis palácio de Paris e a construção de novos palácios para atender esta clientela exigente.

Neste agosto 2008 81% das suites luxuosas dos palácios da capital francesa estão ocupadas graças aos Bric, clientes fiéis. O preço destas suites varia entre 800 a 15.000 euros por noite. O Park Hyatt Vendôme, o Crillon, o Plaza Athènèe, o Meurice, o Fouquet’s Champs Elysèes, o George V são os atuais hotéis de luxo de Paris. Dois novos palácios estão em construção. O Mandarin Oriental na rue Saint Honoré ficará pronto em 2010. No praça Iená, o grupo Shangri-la constroi um outro que será inaugurado em 2009 e o Royal Monceau está em reformas. Tudo isto para os Bric.

lily.jpg

foto: Vila Leopoldina

Após o Journal du Dimanche eu abri o Le Figaro e o que vejo? Uma reportagem intitulada Mistério em torno da mansão mais cara do mundo, uma imensa casa situada na Côte d”Azur em frente ao Cap Ferrat. Esta mansão se chama Vila Leopoldina e sua proprietária Lily Safra, viuva do banqueiro brasileiro, se prepara para vende-la ao preço de 500 milhões de euros. O negócio do século.Uma transação que ultrapassa o preço pago por Mittal por uma propriedade ao lado do Kensington Palace em Londres, 147,28 milhões de euros.

Uma das facetas do Brasil agora é esta, país cheio de milionários exigentes.


A Travel Wifi aluga dispositivos portáteis que fornecem conexão wifi e também vende chips para celular que funcionam na França e Europa.

No site Booking você reserva hotéis com segurança e tranquilidade e tem a possibilidade de cancelamento sem cobrança de taxas.

Pesquise horários de trens e preços de passagens e compre a sua com antecedência para garantir os melhores preços.

No site Seguros Promo você compara os preços de várias empresas seguradoras e contrata online o seu seguro de viagem.

Obtenha o orçamento das principais locadoras de carro na França e faça sua reserva para garantir seu carro na Rentcars.

Veja as melhores ofertas de passagens aéreas da Air France.