2017 foi um ano record para o turismo na França. Saiba quais foram as nacionalidades que mais visitaram o país e quais os museus e monumentos mais frequentados em 2017.

Apesar de ano após ano a França ser o país que mais recebe turistas no mundo (cerca de 89 milhões em 2017), os anos de 2015 e, sobretudo, 2016 foram difíceis para o setor do turismo. Devido aos atentados terroristas ocorridos em Paris em janeiro e novembro de 2015, o número de turistas – principalmente estadunidenses e chineses, duas das nacionalidades que mais visitam a França – caiu bastante. Essa queda, apesar de ter impactado com mais força os setores haut de gamme como restaurantes estrelados, hotéis palácio e lojas de artigos de luxo, foi sentida de forma geral por todos que trabalham com turismo.

Avenida Champs Élysées em Paris (foto:no Shutterstock)

Porém, de acordo com o relatório lançado pelo Comitê Regional de Turismo de Paris e Île de France, 2017 foi um ano record para o turismo na França, especialmente para Paris e região. A performance de 2017 foi a melhor dos últimos 10 anos e conseguiu suplantar até mesmo a de 2011, até então o melhor ano desde 2008.

As causas dessa retomada são várias e incluem não somente o trabalho árduo do setor do turismo como também a eleição de Macron para a presidência da França, fato que reconquistou a confiança de turistas, empresários e governos do resto do mundo. Além disso, com o passar do tempo, o choque dos terríveis acontecimentos de 2015 se dissipou um pouco e as grandes atrações e qualidades extraordinárias da França acabaram falando mais alto. A França foi até mesmo eleita pela revista The Economist como o “país do ano 2017” (clique aqui e leia nosso artigo).

Nacionalidades

Segundo o relatório, as nacionalidades que mais visitaram Paris e região em 2017 foram:

5°) Alemães

4°) Chineses

3°) Britânicos

2°) Estadunidenses

1°) Franceses

Museus e monumentos

Os dados do relatório nos revelam também quais foram os museus e monumentos pagos em Paris e região mais visitados em 2017:

5°) Museu Orsay – 3.177.842 de visitantes

4°) Centro Pompidou – 3.370.872 de visitantes

3°) Torre Eiffel – 6.207.303 de visitantes

2°) Castelo de Versailles – 7.714.389 de visitantes

1°) Museu do Louvre – 8.100.000 de visitantes

A Torre Eiffel (foto:no Shutterstock)

Por incrível que pareça, a Torre Eiffel, o maior símbolo de Paris e da França, ficou em 3° lugar na classificação geral, sendo suplantada pelo belíssimo Castelo de Versailles e, óbvio, pelo Museu do Louvre. O fato de Versailles ter sido mais visitado que a Torre é surpreendente visto que visitá-lo requer mais esforço do turista: o local fica fora de Paris e acaba sendo um passeio que toma um dia inteiro.

O castelo de Versailles (foto:no Shutterstock)

Os três locais que tiveram os maiores aumentos na frequentação em relação a 2016 foram o Grand Palais (24,9%), o Petit Palais (29%) e a Fundação Louis Vuitton (37,2%). O motivo de alta tão significativa foram as excelentes exposições temporárias que esses locais apresentaram em 2017. Que sirva de lição para todos: caprichem nas boas exposições pois elas atraem mais visitantes!

Porém, se levarmos em consideração monumentos não pagos em Paris e região, a coisa muda de figura: os dois primeiros lugares da lista são facilmente ocupados pela catedral de Notre Dame (cerca de 12.000.000 de visitantes por ano) e pela Basílica do Sacré Cœur (cerca de 10.000.000 de visitantes por ano).

Compre ingressos antecipados para o Louvre, Versailles e vários outros monumentos no site Minha Viagem Paris, clique aqui.


turismo na França

Acesse o site Minha Viagem Paris para descobrir e reservar passeios incríveis em Paris e no interior da França.