Este artigo, Ponte Alexandre III e os emblemas da França, fala sobre a decoracão dos pilares da ponte mais bonita da cidade e nos conta um pouquinho da história de Paris.

Quanto mais conhecemos uma cidade, mais apreciamos flanar pelas suas ruas. Como já adquirimos um número elevado de informações, cada pequeno detalhe nos interessa e nos conta uma história.

Ponte Alexandre III

Eu sabia que os pilares que sustentam a iluminação da ponte Alexandre III eram decorados com a figura de um galo. Mas outro dia descobri que eles possuem quatro motivos decorativos.

Emblema da França

Um deles é o monograma da República Francesa. As letras RF serviram, durante muito tempo, como logotipo do país. Elas figuram nas fachadas de inúmeros imóveis públicos e em todas as publicações oficiais. O monograma aparece, também, nas costas das moedas de um e dois euros fabricadas na França.

Emblema da Rússia

Outro é o emblema representando a Rússia. A ponte Alexandre III foi um presente oferecido pelo Tzar à Napoleão III. Este emblema é antigo e foi retomado após a queda de União Soviética. As duas cabeças da águia representam o Império Russo cujo território cobre dois continentes: Europa e Ásia. Elas representam também dois poderes: o do tsar e o da igreja ortodoxa russa.

Emblema da França: cocoriocô!

Se a águia simboliza a Rússia – e representou a França durante o período de Napoleão – é o Galo que, desde tempos antigos, simboliza a nação francesa. O encontramos para todos os lados: nas grades de ferro forjado, nos bancos públicos, nas fachadas dos prédios ocupados pela adminstração pública. A exclamação cocorico – pronunciar cocoricô – imitando o canto do galo, é usada como afirmação do patriotismo francês. Por que o galo? Além de ser um belo animal que inspira respeito pela sua bravura, ele executa o nobre trabalho de acordar os camponeses nas primeiras horas do dia.

Emblema da França

O último emblema que encontramos na ponte Alexandre III é o mais conhecido atualmente. Durante os atos terroristas cometidos em Paris, o lema da cidade se tornou mundialmente conhecido. Fluctuat nec mergitur – batida pelas ondas, mas não naufraga – foi visto milhões de vezes nas redes sociais. Este é o brasão somente de Paris, da cidade luz. Uma barca antiga, à velas, navegando em águas agitadas é a figura central do desenho. As flores de lírio no alto, simbolizam o poder real. A coroa que retoma a arquitetura de um forte lembra a história medieval da cidade.

Para terminar, não sei se vocês sabem, mas o termo Hexagone é empregado com frequência para designar a França. Sua origem é a forma geográfica do país, um hexágono quase perfeito. Três costas terrestres e três costas marítimas. O Hexagone figura também em um dos lados das moedas de um e dois euros gravadas no país.

Quando somos apaixonados por alguma coisa, qualquer referência que não conhecíamos nos interessa. Somos assim em relação à Paris.


Estátua da Liberdade de Paris

O guia do Conexão Paris 5 Roteiros em 4 Dias é ideal tanto para quem está indo pela primeira vez a Paris, quanto para aqueles que já visitaram a cidade e desejam descobrir os segredos dos parisienses. São cinco roteiros exclusivos que podem ser percorridos em, no mínimo, quatro dias. À venda na nossa agência online Minha Viagem Paris, clique aqui.