Como conhecer Paris? Retornando, neste momento já nos sentimos em casa prontos para conhecermos realmente a cidade.

Às vezes organizamos viagens impulsionados pelo desejo de tudo conhecer. Pela curiosidade de explorarmos todos os cantinhos do mapa-múndi. Agimos, assim, sob o comando do desejo inato pela novidade e pelo desconhecido.

Outro dia li um artigo que fazia a apologia do familiar, daquilo que conhecemos bem. Parece que alguns cientistas provaram que as férias passadas em lugares que já visitamos, ou que frequentamos há anos, são mais gratificantes.

Quando desembarcamos pela primeira vez no destino escolhido nos sentimos na obrigação de tudo conhecer. Listinha dos top 10 nas mãos corremos o dia todo. E o medo de deixar de lado o mais importante?

Uma expressão inglesa explica bem a pressão estranha que sentimos. Somos impulsionados pelo FOMO, fear of missing out. Com o aparecimento das redes sociais, o medo de perder alguma coisa atingiu um grau de intensidade absurdo. A aflição de mostrar aos amigos e followers que estamos “naquele lugar imperdível” faz parte de nosso cotidiano.

Nossas viagens acabam se tornando maratonas e voltamos para casa exaustos. E o pior, contamos aos amigos que fizemos um passeio maravilhoso. Vimos tudo, fotos e vídeos como provas.

Paris. Centre Pompidou

A 2ª vez

Vivemos a situação contrária quando nossa viagem é um retorno. A pressão para sermos produtivos e bem organizados é menor. Estamos mais calmos, seguros que já vimos o essencial.

Saímos pelas ruas sem listinhas e sem roteiros. Objetivos do dia: se perder, descobrir e experimentar; deixar o tempo rolar, degustar com calma, observar e tirar a foto única; acordar tarde, tomar café da manhã com calma; consultar a agenda cultural da cidade, ver exposições e escolher alguns espetáculos. Temos tempo. E aprendemos que o importante é voltar.

Na realidade a única maneira correta de conhecer locais e pessoas é assim. No tempo desacelerado do retorno. Na situação confortável daquilo que é familiar. Já sabemos como funciona o metrô, já conhecemos o café da esquina, já sofremos nas mãos dos garçons. Estamos sobretudo muito mais seguros. E isto muda tudo.

Este artigo é uma tradução livre/adaptação do post publicado por Condé Nast Traveler.


como conhecer Paris

O guia do Conexão Paris 5 Roteiros em 4 Dias é ideal tanto para quem está indo pela primeira vez a Paris, quanto para aqueles que já visitaram a cidade e desejam descobrir os segredos dos parisienses. São cinco roteiros exclusivos que podem ser percorridos em, no mínimo, quatro dias. À venda na nossa agência online Minha Viagem Paris, clique aqui.

 

 


França Entre Amigos oferece transfers, traslados e passeios privativos de carro com motorista brasileiro por Paris e pela França.

No site Booking você reserva hotéis com segurança e tranquilidade e tem a possibilidade de cancelamento sem cobrança de taxas.

Pesquise horários de trens e preços de passagens e compre a sua com antecedência para garantir os melhores preços.

No site Seguros Promo você compara os preços de várias empresas seguradoras e contrata online o seu seguro de viagem.

Obtenha o orçamento das principais locadoras de carro na França e faça sua reserva para garantir seu carro na Rentcars.

Veja as melhores ofertas de passagens aéreas da Air France.