Em outubro de 2016, Fernanda Hinke e Danilo Lovisi, criadora e guia dos passeios de bicicleta do Meia Noite em Paris, fizeram uma viagem de bike pela Normandia seguindo a rota chamada La Véloscènie. Essa recém inaugurada ciclovia liga Paris ao Mont Saint Michel. Nesse artigo Danilo conta como foi a primeira etapa da viagem, de 150km, que liga Paris a Chartres.

Por Danilo Lovisi

Quando contei pros amigos que tinha feito uma cicloviagem de Paris até Chartres, as reações foram várias mas uma sempre se repetia: “Deve ser cansativo, né? 150km não é pra qualquer um!”.

Mas vou ter que discordar! Na verdade, tudo flui muito tranquilamente e os muitos quilômetros diários passam sem que percebamos. Só pelo fato de sair do trânsito complexo de Paris, sabendo que em pouco tempo estaremos em ciclovias arborizadas, já dá uma motivação a mais para a viagem.

DAY I

Da cidade luz à cidade real

O percurso da Véloscènie, ciclovia que parte de Paris e vai até o Mont Saint-Michel, é todo sinalizado a partir do momento que saímos da frente da Catedral Notre Dame na Île de la Cité, coração da capital, onde a cidade nasceu.

O caminho segue em direção sudoeste, e finalmente saímos da Ville Lumière e chegamos num belo parque (com ótimas descidas, o que são eventos aguardadíssimos numa cicloviagem). Trata-se do parque na cidade de Malakoff. Lá, deslizamos entre as ciclovias arborizadas, as pontes de madeira e buzinamos tranquilamente pros moradores da região.

Em pouco tempo chegamos em Sceaux, onde visitamos seu belo parque que possui um pequeno castelo com jardim à la Versailles. É o momento da primeira grande pausa pr’um piquenique royal.

viagem de bike pela Normandia

Fernanda e Danilo fazendo piquenique nos jardins do castelo de Sceaux.

E a realeza não para por aí, de lá seguimos literalmente pra cidade da morada dos reis: Versailles! O trajeto de Sceaux até Versailles pode não ser o mais lindo de todos, mas é bem cicloviável e tranquilo. E a recompensa vem no início da noite. Depois de ter feito os 20km restantes sob chuva, chegamos ao Hotel Versailles, cuja decoração wanna be de época, chega a ser divertida e até chique.

É momento de tomar o primeiro longo banho da viagem, descansar as pernas e sair pra explorar um pouco da Versailles noturna. Embora muitos possam pensar, ela é até bem animada e propõe alguns bares até tarde, hamburguerias e restaurantes de qualidade. Não dá pra esquecer que estamos numa antiga cidade real, ocupada ainda hoje por uma parte da burguesia francesa que não aprecia barulho depois das 22h. Noite de sono revitalizador em camas super confortáveis são necessárias para continuar nosso percurso do dia seguinte, dessa vez de Versailles até Rambouillet!

DAY II

O ar puro das florestas históricas, ou como se sentir de férias em 3 horas

Daqui pra frente, nada de grandes cidades. Cruzaremos vilarejos, estradas e ciclovias em nosso próprio ritmo, ouvindo apenas o barulho das rodas no chão e sentindo o vento da Normandia no nosso rosto.

O interessante de sair dos centros urbanos só de bicicleta é que isso nos dá uma outra dimensão de espaço e de tempo. O trajeto, que de trem faríamos em 20 minutos, fizemos em 3 horas. E essa extensão do tempo não nos faz pensar que estamos atrasados ou algo do tipo, muito pelo contrário. Sentimos que estamos de férias há vários dias, livres de postos de gasolina, de filas de pedágio e dos engarrafamentos de feriado prolongado.

E é com esse sentimento de férias que seguimos de Versailles, passando por Saint Rémy les Chevreuse (terra dos maravilhosos queijos de cabra), até chegar ao belo camping em Rambouillet. Pra chegar até esse segredo no meio das árvores, pedalamos numa ciclovia realmente no meio de uma floresta histórica. Era lá onde os reis, desde o século XVI, praticavam a caça, e também de onde vinha grande parte da água que abastecia o grande jardim de Versailles. Respirar o ar puro desses espaços é algo que mente e corpo agradecem.

viagem de bike pela Normandia

O chalé-trailer do camping Huttopia

Chegamos ao entardecer no camping Huttopia. Não um camping qualquer, mas um espaço natural, ao lado de um lago digno de fundo de tela do Windows. Barracas desconfortáveis depois de 100km de bike? Não necessariamente. Dormimos em verdadeiros chalés em meio às árvores, muito bem equipados e até com lareira. As taças brindam, as fotos do dia deslizam no celular e, cansados desse segundo dia onde os quilômetros rodados chegam nos 3 dígitos, dormimos ao som da fonte da piscina natural ao lado da janela.

DAY III

Da luz do dia à luz da noite: ruínas antigas, arquitetura eclética e projeções (históricas!) de última geração

O interessante desse percurso é que podemos escolher nosso próprio ritmo e estilo de viagem. Na manhã seguinte alguns de nós decidiram fazer uma parte do trajeto de trem. Dessa forma, o lado turístico é também valorizado, além do esportivo. As bikes seguem descansando no meio dos vagões que partem de Rambouillet até Maintenon. Chegando lá, domingo, ruas vazias, sol e céu aberto. Partimos pro nosso ponto alto do dia: visita ao Chatêau de Maintenon e piquenique nos jardins. Com vista pros aquedutos em ruínas ao fundo, temos a impressão que estamos na Roma antiga. Arquitetonicamente o castelo possui vários estilos pois foi evoluindo de acordo com os séculos, o que o torna um dos mais belos da França, e perto de Paris!

viagem de bike pela Normandia

O Château de Maitenon

Pé no pedal (e na estrada) pros quilômetros que nos separam de Chartres. Esse trajeto é lindíssimo, mesclando estradas vazias ao lado de grandes campos de trigo, ruelas históricas e arborizadas e ciclovia dentro de um belo parque natural nos arredores de Chartres. Chegando lá, nos sentimos numa Veneza francesa e medieval, com todas as ruas de pedra e os canais cortando a cidade.

viagem de bike pela Normandia

Canais da cidade de Chartres

O highlight do dia chega na verdade à noite, quando o show de luzes e som começa por toda a cidade. Isso mesmo: são mais de 20 pontos históricos animados por projeções de última geração que vão desde a história da fundação da Catedral de Chartres (uma das maiores da Europa) até obras em vídeo de artistas contemporâneos.

A volta

E é sob essas luzes em movimento por todo lado que seguimos em direção à estação de trem a fim de voltarmos pra Paris em pouco mais de 1 hora de trajeto.

Uma cicloviagem de três dias, conhecendo áreas pouco visitadas pelos turistas nos arredores de Paris e Versalhes, passando por vilarejos e vastas plantações de trigo, chegando à cidades históricas e carregadas de uma cultura secular. Tudo isso motivados apenas pela nossa energia, nossa respiração e, é claro, muito vinho no final do dia!

Outras informações:

Estamos testando a cicloviagem pela Véloscènie para, em breve, oferecermos mais esse passeio de bike aos leitores do Conexão Paris.

Enquanto isso você encontra no site Conexão Paris Viagens, viagens de 1, 3 e 5 dias (com guia e autoguiadas) pelo Vale do Loire, clique aqui para saber mais.

 


França Entre Amigos oferece transfers, traslados e passeios privativos de carro com motorista brasileiro por Paris e pela França.

No site Booking você reserva hotéis com segurança e tranquilidade e tem a possibilidade de cancelamento sem cobrança de taxas.

Pesquise horários de trens e preços de passagens e compre a sua com antecedência para garantir os melhores preços.

No site Seguros Promo você compara os preços de várias empresas seguradoras e contrata online o seu seguro de viagem.

Obtenha o orçamento das principais locadoras de carro na França e faça sua reserva para garantir seu carro na Rentcars.

Veja as melhores ofertas de passagens aéreas da Air France.