A Monnaie de Paris é a instituição encarregada da fabricação das moedas em circulação na França e da conservação e apresentação ao público de todas as peças já impressas até hoje no país. O local funciona também como espaço para exposição de artistas contemporâneos de fama internacional e grande importância no mundo da arte.

A Monnaie de Paris foi criada em 864 durante o reinado de Charles II. Além de ser a mais antiga instituição francesa, ela é também a mais antiga empresa ainda em atividade no mundo. Após ocupar diversos endereços pela cidade, a instituição se instalou em 1775 no prédio onde está até hoje às margens do Sena, na rive gauche de Paris, entre a Pont Neuf e a Pont des Arts.

monnaie de paris

Em primeiro plano a Pont Neuf; à esquerda a Monnaie de Paris e à direita o Museu do Louvre

Desde 2008 a Monnaie de Paris recebe ótimas exposições de arte contemporânea de importantes artistas atuais como Daniel Buren, David LaChapelle (leia aqui nosso artigo), Paul McCarthy (leia aqui nosso artigo), entre outros.

Monnaie de Paris

A Monnaie de Paris

Os salões onde essas exposições acontecem, situados na ala leste do prédio, de frente para o rio Sena, eram os antigos apartamentos dos altos funcionários da Monnaie que foram totalmente reformados e adaptados para receber obras de arte.

monnaie de paris

O salão principal de exposição

Também nesses salões, localizados no andar principal do prédio, funciona o conceituadíssimo restaurante 3 estrelas Michelin do chef Guy Savoy. Na primavera de 2017, Savoy abrirá um outro restaurante dentro da Monnaie, dessa vez no estilo brasserie com pratos mais simples e tradicionais da gastronomia francesa. Pertinho dali o chef possui ainda o restaurante Les Bouquinistes, leia aqui nosso artigo sobre ele.

A exposição retrospectiva de Maurizio Cattelan

Atualmente em cartaz na Monnaie, está a exposição do artista italiano Maurizio Cattelan. Maurizio começou sua carreira desenhando móveis e objetos. À medida que ela avançava, suas criações foram perdendo a funcionalidade prática e se tornando obras de arte. Essas obras – esculturas realistas – misturam história, figuras públicas, atualidades e provocações sociais e religiosas.

monnaie de Paris

Untitled, 2001 – Maurizio Cattelan saindo do chão da Monnaie

Após ficar 5 anos longe do mundo das artes e das exposições – período no qual criou a revista TOILETPAPER com o fotógrafo Pierpaolo Ferrari, sobre a qual já falamos aqui – ele decidiu fazer uma espécie de retrospectiva de sua carreia na Monnaie de Paris. Para isso escolheu cerca de 20 obras que melhor representam seus quase 30 anos de carreira. Algumas delas emblemáticas e bem conhecidas por serem extremamente midiáticas (ou “instagramáveis” para usarmos um termo mais atual).

monnaie de paris

Charlie Don’t Surf, 1997

Apesar do valor intrínseco inegável das obras, o impacto de cada uma delas é potencializado graças à sua justaposição aos salões grandiosos da Monnaie, onde foram instaladas.

Visite a exposição em um dia de semana para ter a oportunidade de estar sozinho com as obras.

monnaie de paris

All, 2009

Maurizio Cattelan – Not Afraid of Love na Monnaie de Paris: 11 Quai de Conti, 75006. Estação Pont Neuf, linha 7. Até dia 08 de janeiro de 2017. Horários: todos os dias de 11:00 as 19:00 (quinta até as 21:00). Preço: 12€.


Leia também:


monnaie de parisNa nossa agência online Minha Viagem Paris você vai descobrir e reservar passeios incríveis em Paris e no interior da França.