Os arredores de Paris possuem segredos inesgotáveis. Para todos aqueles que estão por poucos dias na cidade e que querem conhecer o “interior” da França, mas não possuem tempo necessário para viagem de dois ou três dias, estas dicas são fundamentais.

Domaine Vallée des Loups

Domaine Vallée des Loups

Já citamos várias opções de passeios que duram algumas horas, veja aqui.

Hoje voltamos com nova dica: passeio por um dos parques mais bonitos da região chamado Domaine de la Vallée aux Loups (Domínio dos Vales dos Lobos). Meiry, leitora do Conexão Paris e doutorando em linguística na Universidade Paris 7, esteve lá recentemente e nos enviou suas fotos e apreciações.


Por Meiry Peruch Mezari

O domínio de la Valée-aux-Loups possui várias atrações:

Casa de Chateaubriand. Créditos: CD92/Willy Labre

Casa de Chateaubriand. Créditos: CD92/Willy Labre

  • A casa de Chateaubriand – escritor e político francês – uma mansão que possui o label Jardim Extraordinário e Espaço Verde Ecológico. Ela possui uma biblioteca importante, algumas obras de arte e sua decoração é bonita.
Domaine de la Vallée aux Loups

Domaine de la Vallée aux Loups

  • O Arboretum, criado no século 18, possui mais de 500 espécies de árvores e arbustos em um espaço de 12 hectares. Ele está classificado no inventário de « sítios pitorescos ». Ele foi imaginado como um jardim inglês com grutas e cascadas. O Arboretum, durante anos, foi cuidado por paisagistas renomados e suas árvores centenárias constituem um patrimônio histórico extraordinário. O elemento mais famoso do Arboretum é uma árvore cedro azul chorão de 680m2 de superfície. Os canteiros e jardins, concebidos como quadros vivos, evoluem de acordo com as estações: jardins avermelhados no outono, jardins de frutas da primavera, jardins floridos no verão.
  • Parque florestal de 36 hectares com belas florestas onde podemos observar a fauna e as flores da região.
Île Verte

Île Verte

  • A Ilha Verde, Île Verte, construída em 1822, foi residência de um dramaturgo francês que aí construiu um lago, uma ilha e uma ponte. Este conjunto possui uma vegetação vigorosa com horta, estufas e fontes. Um jardim mantido « selvagem » onde os visitantes circulam com guias locais que explicam os vários ambientes vegetais.
Vallée aux Loups

Vallée aux Loups

Este conjunto extraordinário foi comprado aos poucos pela prefeitura local para preservar bosques, jardins e a casa de Chateaubriand da especulação imobiliária.

Para chegar lá, partindo de Paris, peguei o RER B na direção sul, até a estação Robinson. De lá, é possível chegar ao Arboretum a pé (fica a 1km – cerca de 15 minutos de caminhada). Outra possibilidade é pegar um ônibus que passa ao lado da estação do RER. Depende da sua disposição.

O espaço é realmente enorme e eu sugiro ir para passar no mínimo umas três horas. O ideal seria um dia inteiro, se você quer passear por todas as áreas com calma. Como o tempo estava bom, preferi passear pelas áreas verdes e não entrei na casa.

Todo o local é lindo, e com certeza o outono o deixa ainda mais especial. O que me agradou muito foi o fato de que não se trata de um ambiente muito frequentado: no início da tarde havia pouquíssimas pessoas, em geral idosos. Com o passar do tempo, mais pessoas chegavam para passear entre as folhas coloridas – mas não em grande quantidade. O lugar permaneceu calmo e silencioso. Outra coisa que me chamou a atenção é que não havia mais jovens. Achei a atmosfera bem diferente dos parques e jardins de Paris.

A árvore mais linda

A árvore mais linda

No Arboretum há um mapa que identifica as árvores mais marcantes do parque, e a principal delas é o famoso cedro eleito a árvore mais linda do ano de 2015. Ele é realmente incrível!

O lago e as diversas pequenas pontes colaboram com o charme do local. Recomendo muito a visita!

Veja outras fotos de Meiry no seu Instagram e no Flickr.


Outros passeios perto de Paris:


eventos automobilísticosAcesse nosso novo site Minha Viagem Paris para descobrir e reservar passeios incríveis em Paris e no interior da França.