Saint Gobain, uma das mais antigas empresas francesas criada em 1665 por Louis XIV, festeja seus 350 anos.

Pavilhões da exposição Saint Gobain na Concorde

Pavilhões da exposição Saint Gobain na Concorde

O ponto alto da comemoração é uma exposição itinerante chamada Sensations Futures. Após Shanghai em janeiro, São Paulo em abril e Philadelphie em maio, os pavilhões da exposição se encontram, até o dia 31 de outubro, na Concorde. A praça Concorde, um dos espaços mais bonitos de Paris, é também um lugar simbólico com sua perspectiva que começa na Pirâmide do Louvre e termina na Grande Arche de La Defense.

Tanto a Pirâmide quando a Grande Arche são duas realizações emblemáticas da Saint Gobain.

A exposição propõe uma experiência sensorial e artística ao grande público, inspirada nas experiências do centro de inovação do grupo. Os pavilhões permitem aos visitantes experimentarem sensações de conforto e inconforto térmico, visual e acústico graças aos módulos sensoriais.

Pavilhão Escutar

Pavilhão Escutar

Pavilhão Escutar: mostra as performances acústicas dos materais da Saint Gobain. O cubo capitonado, isola os barulhos externo e oferece uma viagem acústica entre silência absoluto e barulho urbano. As fachadas externas, brancas durante o dia, mudam de cor a noite.

Pavilhão Criar

Pavilhão Criar

Pavilhão Criar: possui a forma de uma escada helicoidal, um desafio arquitetural. Tecidos de alta tecnologia iluminam as superfícies murais interiores. À noite, os ângulos sublinhados por LEDs criam um movimento infinito.

Pavilhão Colorir

Pavilhão Colorir

Pavilhão Colorir: um carrossel de vidro, um caleidoscópio que colore o espaço. O vidro é um grande savoir faire da Saint Gobain. Este pavilhão associa vidros tradicionais e vidros do futuro que integram um tecido fornecido pela Glassolutions.

Pavilhão Ver

Pavilhão Ver

Pavilhão Ver: homenageia ainda o vidro, material histórico do Grupo. Ele é composto de inúmeros espelhos incrustados de LEDs. Durante o dia, seu aspecto evolui de acordo com a luz. De noite, ele se transforma em cubo de luz em perpétuo movimento. No interior, o público sente a impressão de estar suspenso no espaço e no tempo.

Piso de vidro da Torre Eiffel

Piso de vidro da Torre Eiffel

Duas últimas informações: Saint Gobain construiu também o piso de vidro da torre Eiffel, assim como o piso de vidro da passarela da Tower Bridge de Londres.