Na minha última viagem ao Périgord incluí no meu roteiro o Gouffre du Padirac, uma das maravilhas da natureza francesa. Minha intenção era conhecer Padirac logo após a visita de Rocamadour. Como estava acompanhada, tomamos outros rumos, interessantes também, e não conheci este imenso e fabuloso “buraco”.

Alguns meses mais tarde, Jeannie Miyazawa conheceu o Padirac e me contou sua visita. Ela chegou até lá aconselhada por um amigo – de bom gosto, diga-se de passagem – o mesmo que alguns anos atrás lhe indicou a Córsega.

Nas listas das 7 maravilhas da França, às vezes encontramos o Gouffre du Padirac.

Entrada da gruta Padirac. Matthieu Luna no Flickr no Flickr

Entrada da gruta Padirac. Matthieu Luna no Flickr

Por Jeannie Miyazawa

Jeannie em Padirac

Jeannie em Padirac

Padirac é uma caverna mas sua entrada é um imenso buraco de 130m de profundidade.

Em 1889, o advogado Edouard Martel, um apaixonado por explorações subterrâneas, desceu pela primeira vez no « buraco » de Padirac sem saber o que iria encontrar. Até então, a lenda local considerava Padirac como o antro do demônio.

Gouffre du Padirac

Gouffre du Padirac

Deslumbrado com o que descobriu, Edouard decidiu criar um acesso seguro ao gouffre e abrí-lo ao público. Ele executou o projeto e desenhou os mapas do interior da caverna, seu rio subterrâneo e suas imensas salas. Em Paris, ele esqueceu sua sacola contendo toda a documentação dentro de um fiacre. O passageiro seguinte, Georges Beamish, herdeiro das cervejas irlandesas do mesmo nome, a recuperou e ficou encantado com o projeto.

Gouffre du Padirac

Gouffre du Padirac

Neste instante, o explorador encontrou o financiamento para que este lugar fantástico fosse acessível a todos.

Hoje, 400.000 visitantes descem neste abismo para observar as esculturas trabalhadas durante milênios pelas gotas de água.

Gouffre du Padirac

Gouffre du Padirac

A caverna possui 2.5 km abertos ao público. Mas o rio subterrâneo possui 23 km até seu reaparecimento. Várias cavidades e galerias ao longo do curso do rio não foram exploradas ainda. Somente 40 km de galerias já foram repertoriadas e mapeadas.

Podemos descer pelas escadas tranquilos. Sabemos que a subida será via elevador.

Padirac e seu rio subterrâneo

Padirac e seu rio subterrâneo

Uma parte da visita é a pé e uma outra de barco.

A temperatura constante é de 13 graus. Não se esqueça da lã polar e do cachecol.

Melhor comprar, com antecedência, seu ticket por internet no site do Gouffre de Padirac.

O Gouffre du Padirac está aberto todos os dias de 28 de março até 11 de novembro. A visita dura 1.30h. Todas as visitas são acompanhadas por um guia. Preço: adulto 10.50 euros, crianças de 4 a 12 anos 7 euros e gratuito até 4 anos. Padirac se encontra a 15 minutos de Rocamadour.

Como chegar em Padirac saindo de Paris

  • Trem: Consulte bilhetes de trem até cidades próximas como Rocamadour ou Gramat. Compre sua passagem antecipadamente – clique aqui – para garantir os melhores preços.
  • Carro: A viagem dura cerca de  cerca de 3h20. Obtenha o orçamento das principais locadoras de carro na França aqui.

A partir da foto da Jeannie, todas as outras são do site do Gouffre de Padirac, feitas com aparelhos apropriados para o local.

Este é o sexto artigo sobre minha viagem no Périgord/Dordogne. Clique aqui para ler todos os anteriores. Você vai cai no arquivo da categoria onde encontrará muitas informações sobre esta região da França.