Acabei de ler um artigo feroz de Jacques Attali – escritor e político francês – sobre as estações ferroviárias parisienses. O texto aponta todas as mazelas e defeitos das « entradas » da cidade, começando pelos seus arredores miseráveis, os acessos sujos, as signaléticas desastrosas, os restaurantes e fasts foods suspeitos ou impessoais.

Attali continua sua acusação dizendo que não existe nestas estações nenhuma comodidade. Os toilettes são de difícil acesso. Quanto está frio, gelamos. Quanto está quente, asfixiamos como em uma estufa. Não encontramos acessos eficientes às ferramentas modernas de comunicação. Nenhum lugar fácil para carregar o telefone ou laptop, nem para consultar os mails. O wifi é incerto, quando existe. E as ruas dos arredores são cada dia menos seguras. E termina pedindo uma mudança rápida para que as estações parisienses estejam daqui a cinco anos no nível de excelência das melhores do mundo.

Enquanto grande usuária das estações ferroviárias parisienses desde 1983 afirmo que tudo o que é descrito no texto é correto e corresponde à realidade. Sobretudo os banheiros, literalmente escondidos e longe de tudo. Para um turista estrangeiro a tarefa de encontrá-los é complicada.

Gare de l'Est

Gare de l’Est

Por outro lado, o texto é também um reflexo do famoso nível de exigência francesa. Todas as estações precisam de reformas urgentes pois datam do final do século 19 ou início do 20. Mas elas possuem uma arquitetura magnífica e são espaços imponentes. Algumas datam do final do século 19 como a Gare du Nord, Gare Austerlitz, Garde de l’Est, Gare de Lyon. Outras do início do século 20 como a Gare Saint Lazare e a Gare Montparnasse.

Uma delas até se tornou museu, a Gare Orsay se transformou no maravilhoso Musée d’Orsay.

Nova entrada da Gare Saint Lazare

Nova entrada da Gare Saint Lazare

A acusação omite que a Gare Saint Lazare acabou de ser reformada com nova entrada luminosa, com uma galeria comercial que satifaz as exigências dos seus milhares de viajantes diários. Leia nosso artigo aqui. E tem mais, esta estação é a única que possui um restaurante digno deste nome, o Lazare. Nós somos fãs desta brasserie e a frequentamos com prazer (leia aqui).

Brasserie Train Bleu

Brasserie Train Bleu

Não estou me esquecendo da Gare de Lyon e do seu famoso restaurante Le Train Bleu. Mas neste caso, empurramos a porta deste endereço histórico, exatamento por isso e não pela sua cozinha. A decoração é bonita e ele merece uma visita.

Gare du Nord. https://www.flickr.com/photos/petit_louis/

Gare du Nord (foto: Petit Louis no Flickr)

Quanto à Gare du Nord, a primeira estação da Europa e terceira do mundo, onde desembarcam todos os dias milhares de viajantes vindos da magnífica estação de Londres, os responsáveis franceses já atacaram uma reforma que deverá ficar pronta em 2018. A estação será integralmente renovada e encontrará o esplendor da sua arquitetura de 1846.

A renovação da Gare de Lyon está sendo feita por etapas e a ficará pronta em 2017. A Gare d’Austerlitz será totalmente renovada até 2021.

O patinho feio das estações parisienses, a Gare Montparnasse, será renovada e entre 2017 e 2019 teremos uma nova estação inserida corretamente no bairro.

Em termos de conforto estas estações não estão classificadas ainda entre as melhores do mundo, mas elas oferecem o mínimo necessário em termos de conforto e atendimento. Todas elas são centrais e de fácil acesso via metrô. Nelas encontramos guarda volumes, kiosques para jornais e revistas, carregadores de malas, atendimento especial para idosos ou pessoas com dificuldade de locomoção, farmácias, pontos de venda de sanduíches e bebidas. Em algumas delas encontramos antena do Office du Tourisme (Gare de Lyon, Gare du Nord), guichê para câmbio (Gare de Lyon, Gare Montparnasse).

Como estão vendo, a situação está controlada e as autoridades atentas à questão do conforto e atendimento dos viajantes franceses e estrangeiros. Em relação ao aspecto mais importante, a pontualidade dos trens, não podemos reclamar. Nunca chegue atrasado em uma estação parisiense. O embarque é encerrado dois minutos exatos antes do horário de partida.

Jacques Attali é professor, escritor, conselheiro especial junto ao Presidente da República de 1981 a 1991.

No nosso arquivo nós temos 25 artigos sobre os trens franceses. Como funciona o guarda volumes, qual é a qualidade das refeições do vagão restaurante, como reservar um taxi no destino final… Clique aqui para ler estes artigos.

Leia artigo de Jacques Attali aqui.


A Travel Wifi aluga dispositivos portáteis que fornecem conexão wifi e também vende chips para celular que funcionam na França e Europa.

No site Booking você reserva hotéis com segurança e tranquilidade e tem a possibilidade de cancelamento sem cobrança de taxas.

Pesquise horários de trens e preços de passagens e compre a sua com antecedência para garantir os melhores preços.

No site Seguros Promo você compara os preços de várias empresas seguradoras e contrata online o seu seguro de viagem.

Obtenha o orçamento das principais locadoras de carro na França e faça sua reserva para garantir seu carro na Rentcars.

Veja as melhores ofertas de passagens aéreas da Air France.