Características dos turistas em Paris

Características dos turistas em Paris

A Câmara do Comércio e da Indústria de Paris desenvolveu um projeto para aumentar a atratividade da cidade e melhorar a hospitalidade e o contato com o turista estrangeiro. Um dos resultados deste projeto foi um guia chamado Yes, I speak touriste! Uma ferramenta gratuita e à disposição dos choferes de táxi, comerciantes, proprietários de restaurantes e gerentes de hotéis.

Nós lemos este guia e o achamos divertido. Ele analisa o comportamento de turistas oriundos de dezessete países. Selecionamos sete nacionalidades para que você tenha uma idéia de como nós, os turistas, agimos e como somos descritos pelos franceses.

As variáveis escolhidas para análise do comportamento dos turistas foram: (1) idade média dos turistas, (2) taxa de satisfação com a estadia em Paris, (3) tempo de estadia, (4) gasto médio por pessoa e por dia, (5) monumentos mais visitados em Paris, e (6) a descrição da personalidade dos turistas.

Os monumentos mais visitados, sem surpresas, foram a torre Eiffel, o Louvre, a Notre Dame e o Arco do Triunfo. Mas as nacionalidades divergem quanto à importância deles. Uns consideram a torre como o monumento essencial, outros preferem o Louvre.

. torre Eiffel: em primeiro lugar para brasileiros, americanos, alemães, ingleses e chineses; em segundo lugar para os russos e os japoneses.

. Louvre: em primeiro lugar para os japoneses, em segundo lugar para os chineses, em terceiro lugar para os brasileiros, russos e americanos. O museu não entra na lista dos três primeiros lugares para os ingleses e alemães. Os ingleses e alemães possuem também excelentes museus e preferem conhecer a cidade.

. Notre Dame: em primeiro lugar para os russos, segundo lugar para os americanos, alemães e ingleses e não entra na lista dos brasileiros, chineses e japoneses.

. Arco do Triunfo: segundo lugar para os brasileiros, terceiro lugar para os japoneses, alemães, ingleses e chineses, não entra na lista dos americanos e russos.

A idade média dos turistas varia entre 32 e 45 anos. Os chineses são os mais jovens e os americanos os mais velhos.

Os japoneses são os mais ricos, os que mais gastam em Paris com uma média de 214 euros por dia e por pessoa. Em seguida os russos 187 euros, os chineses 185 euros, os brasileiros 171 euros, os americanos 160 euros, os ingleses 154 euros e os alemães 132 euros. Os europeus são os mais econômicos.

Já a descrição das características de cada nacionalidade segue de perto os conceitos que se tornaram padrão. Nós, brasileiros, somos sonhadores e entusiastas. Os americanos seriam exaltados e exigentes. Exigentes, eu concordo. Japoneses, delicados e discretos. Discretos, sem dúvida alguma. Os chineses descritos como serial shoppers e conectados é uma verdade absoluta. Russos, tradicionais e apaixonados? Idem. Alemães, autônomos e precisos. Certíssimo. Ingleses, conhecedores e relax. A fleuma britânica existe ainda?

Absolutamente todos os turistas adoraram Paris, sendo a taxa de satisfação acima de 90% para as todas as nacionalidades.

Quanto à duração da estadia, os europeus ficam menos tempo, para eles é fácil a organização de estadias anuais ou bianuais em Paris. A maior taxa de duração da estadia é dos brasileiros. Nós ficamos em média 7 noites na cidade. Já que a atravessia do Atlântico é longa, cansativa e cara, melhor aproveitar.

No final, o guia chama a atenção para a característica principal de cada nacionalidade. Fica claro que o objetivo das autoridades e de educar todos aqueles que entram em contato com os turistas estrangeiros. Atenção! Saibam como agir diante dos brasileiros, dos americanos, dos chineses…

. Os brasileiros “são particularmente sensíveis à falta de sorriso e calor humano na maneira como são acolhidos”.

. Os americanos “são diretos e de fácil contato. Eles utilizam o nome com facilidade”. (Explicação do CP: na França, utilizamos o sobrenome quando conversamos com desconhecidos).

. Os japoneses “nunca reclamam da primeira vez e sim na vez seguinte”.

. Os russos “preferem conselhos e respostas precisas e sem hesitação”.

. Os alemães “apreciam a eficiência dos empregados e a precisão das respostas”.

. Os ingleses “precisam ser tranquilizados sobre o ponto de cozimento das carnes”.

. Os chineses “precisam ser tranquilizados sobre as questões relacionadas com a segurança” e “eles encontram problemas enormes de compreensão da língua”.

Vejam os dados abaixo:

1 – Brasileiros

Sonhadores e entusiastas.

Idade média: 41 anos.

Taxa de satisfação: 92% gostaram

Tempo de estadia: 7 noites

Despesa média por dia e por pessoa: 171 euros

Monumentos visitados: torre Eiffel, Arco do Triunfo e Louvre

2 – Americanos

Exaltados e exigentes.

Idade média: 45 anos

Taxa de satisfação: 97%

Tempo de estadia: 6.3 noites

Despesa média: 160 euros

Monumentos mais visitados: torre Eiffel, Notre Dame e Louvre

3 – Japoneses

Delicados e discretos.

Idade média: 37 anos

Taxa de satisfação: 90%

Tempo de estadia: 4.7 noites

Despesa média: 214 euros

Monumentos mais visitados: Louvre, Torre Eiffel, Arco do Triunfo

4 – Russos

Tradicionais e apaixonados

Idade média: 38 anos

Taxa de satisfação: 97%

Tempo de estadia: 6.5 noites

Despesa média: 187 euros

Monumentos mais visitados: Notre Dame, torre Eiffel, Louvre

Alemães

Autônomos e precisos

Idade média: 40 anos

Taxa de satisfação: 94%

Tempo de estadia: 4.3 noites

Despesa média: 132 euros

Monumentos mais visitados: torre Eiffel, Notre Dame, Arco do Triunfo

6 – Ingleses

Conhecedores e relax

Idade média: 42 anos

Taxa de satisfação: 95%

Tempo de estadia: 3.3 noites

Despesa média: 154 euros

Monumentos mais visitados: torre Eiffel, Notre Dame, Arco do Triunfo

7 – Chineses

Serial shoppers e conectados

Idade média: 32 anos

Taxa de satisfação: 91%

Tempo de estadia: 5.8 noites

Despesa média: 185 euros

Monumentos mais visitados: torre Eiffel, Louvre, Arco do Triunfo


Cursos de desenho e pinturaNa no site Minha Viagem Paris você vai descobrir e reservar passeios incríveis em Paris e no interior da França.