Colonel, sobremesa francesa

Colonel, sobremesa francesa

Nos tempos do nutricionismo correto, certos costumes (deliciosos) da gastronomia francesa podem parecer surpreendentes.

No final de uma refeição equilibrada – uma entrada leve seguida por um peixe grelhado – minha amiga francesa pediu, para nós duas – uma sobremesa que não conhecia. Pelo seu olhar, percebi que o pedido era especial.

Neste dia conheci o colonel, duas bolas de sorvete de limão verde, bem ácido, acompanhadas por uma ou duas doses de vodka.

Esta sobremesa não é para almas sensíveis e exige um certo amadurecimento do paladar. O sorvete não é docinho, ao contrário, e o álcool dos mais fortes. A experiência foi inesquecível.

Já vi o colonel servido com creme chantilly, desta forma ele é menos intenso. Eu prefiro o original.

Em jantar com amigos brasileiros sugerimos esta sobremesa. Será que esta tradicional receita francesa ganhou mais um adepto?

O colonel é primo próximo do trou normand, tradição culinária específica da Normandia.

Em almoços e jantares festivos com entradas, aves, carnes, queijos e sobremesas o trou normand é servido no meio da refeição: uma taça, ou uma tijela, com um sorvete ácido, maçã ou limão, acompanhado por uma dose de calvados (a “cachaça” feita na Normandia). Esta “interrupção” é considerada como digestiva e atenua a sensação de saciedade. Ela provoca uma impressão de estômago vazio, daí o trou, buraco no estômago.

O colonel está no cardápio das brasseries tradicionais parisienses.

Aproveite e leia nosso artigo sobre as melhores sobremesas francesas (clique aqui) e um outro sobre as bebidas fabricadas na França (clique aqui).


hotel bristolAcesse o site Minha Viagem Paris para descobrir e reservar passeios incríveis em Paris e no interior da França.