Um homem entra na sala e cumprimenta todos os presentes. Uma voz feminina explica o que ele representa para cada um: “testemunho de casamento”, “o homem mais divertido que conhecemos”, “um amigo com quem podemos contar”.

Em seguida descobrimos o rosto da voz off, uma mulher tensa que recebe um beijo na face: “para mim, este é o homem que me estuprou”.

Ontem o Collectif Féministe contre le Viol apresentou à mídia esta campanha que será divulgada na internet a partir do dia 27 de janeiro. O vídeo se chama Próximos. Na França, 80% dos estupros são cometidos por próximos, por pessoas da família ou do círculo de amizades: o pai da sua melhor amiga, um amigo que bebeu muito, um vizinho simpático…

Os estupros não acontecem em ruas escuras, becos sem saídas, lugares desertos. Eles acontecem silenciosamente em lugares considerados seguros e a vítima não ousa denunciar. Porque denunciar alguém que faz parte da sua vida é extremamente difícil.