Gosto de  observar Paris e seus habitantes sejam eles residentes ou de passagem.

A esplanada do Museu Centre Pompidou é um ponto de observação privilegiado. Este grande espaço acolhe franceses e estrangeiros à procura de alguma forma de interação.

Casais apaixonados vivendo a “Paris Romântica”.

Jovens de todas as nacionalidades.

Leitores solitários.

Apreciadores de um bom sorvete.

Às vezes o ambiente é circense e músicos, pintores e atores se oferecem em espetáculo em troca de algumas moedas. Outras vezes, a esplanada é calma propícia aos encontros e leituras.

Somente o frio intenso esvazia este ponto de encontro internacional.

A quatro primeiras fotos são de Sergio T. Gonçalves. As outras, tiradas (alguns anos atrás) com um velho aparelho abandonado no fundo da bolsa, são minhas.