A companheira do presidente Francois Hollande é extremamente ciumenta.
Nos primeiros dias do mandato presidencial, a mídia se deliciou com os tweets da primeira dama. Um deles criou um grande constrangimento político. Via tweet, Valérie Trierweiler apoiou um canditado às eleições legislativas, candidato esse que disputava o cargo com Segolene Royal, ex-esposa de Holande. Hollande e o partido socialista davam todo o apoio à Royal.
Daí esse vídeo acima, de autoria da jornalista Sophie Fontanel: Ne me quitte pas, ops…ne me tweete pas.