“Dormi com meu marido francês na metade de nosso primeiro encontro”. Assim começa o livro de Elizabeth Bard  Almoço em Paris, uma história de amor.

Gostei deste tom direto.

Gostei de ler a experiência de vida de uma americana residente em Londres e com fins de semana em Paris na casa, do então, namorado francês. Os contrastes culturais obrigatoriamente me interessam e me lembram meus primeiros anos na capital francesa. Apesar das nossas diferenças, ela da América do Norte e eu do Sul, as situações engraçadas ou sinistras foram similares.

De capítulo em capítulo, ela compara o comportamento dos americanos com os franceses em cenas da vida como a primeira noite, o dia em que conheceu os pais e os amigos do noivo e a alegre e desorganizada festa de casamento quando os americanos comeram o queijo antes da refeição e os franceses após o prato principal.

Ao descrever seu dia a dia parisiense, a autora recheia seu texto com dicas de passeios pela cidade, de restaurantes e de receitas dos pratos franceses típicos.

Um livro simples e despretensioso.

Elizabeth Bard. Almoço em Paris:  uma história de amor com receitas. Tradução Alexandre D’Elia. Editora Leblon.