Francês tem fama de mal humorado. Toda fama tem sua parcela de exagero, mas uma coisa é fato: os franceses são muito bons em resmungar (em francês, râler) e em xingar. Muitas vezes, acabam ficando mais charmosos ainda. Outras, ganhariam o Oscar (ou o César) da grosseria. No começo, eu ficava assustada. Depois, descobri que é só levantar o nariz e retrucar.

Abaixo, alguns dos resmungos e xingamentos mais comuns:

Foto de Timothy Vollmer

– Em primeiro lugar, o básico merde! Esse é leve, você pode se arriscar a soltar uns merdes de vez em quando que não vai fazer mal a ninguém.

– Depois, temos putain! O significado ipsis litteris é o mesmo do português, mas o uso é diferente. Não o use para ofender ninguém! Quando acontecer algo inesperado ou ruim, solte um putain. Se quiser salientar seu descontentamento, você pode optar pela versão mais elaborada: putain de bordel de merde!

Quer mandar alguém calar a boca, de forma curta e grossa? Ta guele!

Se precisar ofender alguém de forma vulgar, chame-o de con ou se precisar ser ainda mais agressivo, connard. Se for uma mulher, conasse. Tem também o salop!salope! para as meninas. O con, quando antecedido pelo adjetivo “velho” (vieu), passa a ser carinhoso: vieu con! Ou seja, você pode usá-lo brincando com velhos amigos.

– Agora, se o negócio ficar feio de vez, você pode apelar para o va te faire foutre. Esse eu nunca tive coragem de usar e também não ouso traduzir. Temos o equivalente em português e é feio!

Espero que vocês não precisem de nada disso, e fiquem apenas no merci, je vous em prie!, c´est merveilleux!