Est-ce que vous avez du feu?

Texto de Kátia Becho


Cigarro e glamour formavam uma dupla quase indestrutível até alguns anos atrás. No cinema, na publicidade ou na TV, o cigarro compunha a cena emprestando charme e uma aura de mistério aos protagonistas. Pura sedução. Mas agora, tudo mudou. A luta antitabagista varre o mundo com leis restritivas e aumento de preços. E o cigarro, de mocinho, passou a vilão.

A França proíbe o fumo em lugares fechados desde 2008, o que fez com que os fumantes inundassem as varandas dos cafés para dar suas baforadas. Já o aumento dos preços fez surgir uma nova moda entre os jovens parisienses: a antiga prática de enrolar o próprio cigarro. É comum ver os jovens abrirem a bolsa, pegar o pacote de tabaco e a seda e, como um ritual, calmamente enrolar o dito cujo.

Vamos aos números: um pacote de 40g do tabaco Armsterdamer, um dos mais consumidos, custa cerca de 5 euros e rende uns 50 cigarros. Já um maço tradicional (paquet de cigarettes) custa o mesmo valor e traz apenas 20. O custo- benefício (pra quem vê algum benefício) atraente foi o empurrãozinho pra moda pegar. Você tem fogo?

Na foto, Raphael Gros, cuja mãe é belorizontina.

Hoje, 31 de maio, é o Dia Mundial Sem Tabaco.