Foto: José Maurício

Algumas reflexões em torno do reveillon em países frios para evitar programas inadaptados e decepções.

Os parisienses gostam de festas e se divertem no reveillon como todo mundo. O que acontece é que não se pode festejar em Paris como se estivéssemos no Rio de Janeiro. Não existe grandes festas populares nas ruas como os fogos de artifício de Copacabana.

Nos países frios, aqueles que querem uma festa reservam mesa em discotecas, clubes e bares.  Ou então organizam uma noite mais calma, em torno de um maravilhoso espetáculo e depois um magnífico jantar. O que não deixa de ser uma festa.

Nunca fiz uma pesquisa, mas acho que não exagero nada se disser que nas ruas de Paris, principalmente em torno da torre Eiffel,  no dia 31 de dezembro, encontramos somente turistas e bandos de jovens da periferia da cidade em busca de emoções fortes.