Este artigo foi escrito por LuciaC que lança seu desafio: onde ela degustou queijos e vinhos?

São bem mais de 4h da tarde. Impossível não entrar na Maison.

Ouço os apelos cor de rosa da loja do outro lado da rua, mas não vacilo. Caminho firme. Entro.


No térreo, os “secos & molhados”. O display é dramático.

Chama a atenção uma caixa vermelha quase quadrada com 20 marrons glacês envoltos, um a um, em papel prateado. Sei como um fato que costumam ser melhores que da loja cor de rosa vizinha.

Chás com misturas especiais, chocolates, mostardas, óleos, vinagres, temperos inusitados e ervas diversas.

Vinhos de todas as origens, frutas exóticas, caviar, pérolas de escargots.

Queijos, muitos queijos.

Os produtos da loja  vem da Provence, perto de Nimes e guardam métodos ancestrais e segredos de confecção.

Além da França, a marca está presente em mais de 30 países estrangeiros.

O grupo tem loja até em Singapura, foi-me informado.

As cores vermelho e negro distinguem a Maison.

Qualidade e prestígio a definem.


Subo a escada que leva ao restaurante. O salão está quase vazio, entre as refeições.  Quatro pessoas deixam a mesa onde o almoço foi servido.

Digo ao garçon:  “c’est pour une personne, s’il vous plaît”*.  Com um sorriso sou bem vinda. Escolho a mesa perto da janela e comando uma seleção de queijos no cardápio. Peço vinho branco seco ao invés de tinto e ouço um: “bien sur”.


Para a harmonia do prato, um número impar de bocados de queijo. Na escolha, brinque com as formas, as cores e os sabores.

Espaço suficiente entre as fatias para que a faca passeie sem esbarrar. Decore com folhas, uvas e ervas. Inspire e reconheça na mistura os diferentes aromas. Voilá.


Pela janela entrevejo um templo clássico de estrutura obesa e colunas jônicas. Destinado a ser mais um monumento à gloria do exército napoleônico, mas com a derrota na Rússia foi interrompida a construção.

Mais tarde retomada, guadou seu modelo original e transformou-se em igreja de culto católico. Local preferido para abençoar casamentos BCBG** importantes.

Peço, “l’addtion s’il vous plaît”***.

Com agradecimentos à serveuse, paguei 21 euros.

Em Paris, onde mesmo que eu estive?

* “lugar para uma pessoa, por favor”.

** BCBG é uma expressão usada para as pessoas que pertencem à elite tradicional.

***” a conta, por favor”.