Quando estiverem olhando a estranha e fascinante arquitetura do Centre Pompidou, verão um “ninho” instalado nas estruturas metálicas da fachada.Trata-se de uma obra do artista japonês Tadashi Kawamata, cabanas efêmeras de madeira como ninhos gigantescos. Estes ninhos convidam o publico a olhar como se fosse pela primeira vez o célebre edifício.

O artista japonês vive e trabalha entre  Tókyo e Paris. Suas instalações são poéticas e surpreendentes pela criatividade. Um equilíbrio precário entre formas arcaicas e obras efêmeras.

www.centrepompidou.fr