Quando os parisienses querem morar bem, o primeiro critério é o bairro.  Em artigo passado descrevi as características dos bairros de Paris. Os situados a oeste são mais elitistas que os a leste e no interior de cada bairro certas áreas ou ruas são mais caras do que as outras. Às vezes, o lado esquerdo de uma mesma avenida é mais caro do que o lado direito. A orientação solar, a vizinhança, a arquitetura dos imóveis, inúmeras as variáveis que contam na procura de um apartamento considerado pelo mercado imobiliário como bom.

Nos anúncios imobiliários publicados nos jornais, ou presos nas vitrinas das agencias imobiliárias, vemos sempre estas três letras: pdt. Esta é uma das variáveis importantes na determinação do status do imóvel, a pierre de taille. A bela arquitetura do Barão Haussmann que caracteriza Paris é toda ela em pierre de taille, blocos de pedra calcária. Os prédios das duas fotos acima ilustram este tipo de imóvel.

Em contraposição aos imóveis pierre de taille temos os outros, simplesmente rebocados e pintados. Mesmo situados em bairros nobres e em áreas simpáticas, o fato de não ser pdt provoca a queda do valor do apartamento.

As fotos acima são de Francisco de Assis Andrade. A primeira mostra o Quartier Latin nos arredores do Panthéon e do Jardin du Luxembourg, provavelmente a rue Soufflot. A segunda, estamos perto da torre Eiffel, um dos pontos mais nobres de Paris. A foto pode ter sido tirado de algum ponto do bairro 7, ou talvez do 15. As duas últimas fotos estou na dúvida, a primeira talvez seja a famosa rue Mouffetard.