Durante a segunda guerra mundial, várias estações do metrô parisiense foram fechadas. No final da guerra, a direção da RATP não reabriu aquelas que não eram rentáveis.  Eles existem fisicamente, os metrôs as atravessam mas os passageiros não as vêem pois não estão iluminadas.

Estas estações invisíveis são, com frequência, ocupadas por eventos comerciais ou performances de artistas. Até o dia 7 de dezembro, Sonia Rikyel, a estilista francesa, e H&M ocuparão a estação fantasma Croix Rouge situada entre Sèvres Babylone e Mabillon. Os viajantes verão, quando passarem por esta estação cujos   muros estarão cobertos por cetim, a operação de marketing da colaboração dos dois grandes nomes da moda.