Esta  exposição de cadáveres chineses ( com pretensão pedagógica ) foi objeto de uma interdição na França. Segundo as autoridades francesas, o lugar dos mortos é no cemitério.

A exposição destes corpos siliconados foi condenada por ser contrária à decência e por ser uma falta de respeito aos mortos, sobretudo quando a origem dos corpos é duvidosa.

Dizem que são jovens prisioneiros chineses condenados à morte.

Esta exposição se exibe mundo afora desde 2007. Pela primeira vez, um país a censura.  Concordo plenamente com as autoridades francesas se o motivo central desta interdição for a origem dos corpos. Se não for isto,  o gesto francês é incompreensível: e os corpos expostos nas igrejas, nos museus dos hospitais franceses e até mesmo no Louvre?