A lei de julho 2008 tornou obrigatório o uso do triângulo de pré-sinalização,  colocado a uma distancia  30 metros do carro, e o uso do gilet amarelo quando o motorista for sair do carro.

Em contradição com esta lei, as Sociedades das Autos Estradas da França não aconselham o uso do triângulo. Elas consideram que os condutores correm graves riscos quando fazem todas as manobras necessárias para a colocação do triângulo. Quando o condutor sai do carro e anda pela estrada ou pela faixa de emergência está arriscando ser atropelado pelos carros que circulam a 140 km/h.

Situação constrangedora para todos os condutores. O que fazer? De um lado a lei, com multas de 135 euros para os desobedientes, e de outro esta tomada de atitude destas sociedades. Porta vozes do governo tentam achar uma solução dizendo que a decisão deve ser tomada pelos condutores, em função do bom senso e de uma avaliação concreta da situação.

Acontece que quando um francês se encontrar nesta situação poderá argumentar com as autoridades, poderá se defender de não ter colocado o triângulo usando o argumento das Sociedades das Auto Estradas. Mas o turista que domina mal o francês, até ele explicar tudo, já foi multado.

Correr risco de ser atropelado ou de pagar uma multa? Você vai ter que escolher.
Car Rental