Todos os ingressos para a exposição Picasso et les Maîtres estão esgotadas. Diante deste impasse, a direção do Grand Palais decidiu abri-lo em non stop do dia 30 de janeiro às 9 horas até o dia 2 de fevereiro – último dia da exposição – às 20 horas.

Já tem uns reclamando, dizendo que é golpe publicitário, que ninguém vai ver uma exposição às 3 horas da manhã. Eu achei a proposta ótima.  Aproveitando  o embalo ao sair de uma festa,  ver Picasso e os grandes da pintura ocidental de madrugada,  perfeito! Ou  para resolver um problema de insônia, você levanta pega o primeiro metrô às 5.30 e vai tomar café no Grand Palais com Picasso. Verdade, incluído nesta proposta um café da manhã festivo.

Para  atender a todos, o Grand Palais estica também os horários. Até o dia 1 de janeiro a exposição ficará aberta todos os dias das 9 às 23 horas, menos nas quintas feiras – 20 horas. Os únicos ingressos à venda são os do guichet do museu, com entrada imediata. O problema são as filas enormes com quase duas horas de espera.

Abrindo a noite toda nos tres últimos dias da exposição e abrindo todos os dias até às 23 horas, talvez seja possível comprar ingressos com um tempo de espera menor.