Os jornalistas da mídia tradicional possuem o que em inglês se chama editing process. Antes da publicação de um artigo, terceiros procuram os erros e incoerências.

Nós, os jornalistas do blog, não temos ninguém para nos assinalar a tempo os nossos erros, que são muitos. Na realidade nós temos, mas após publicação. São os leitores que assinalam os erros neste novo processo de escritura direto, visível e imediato. Eu já constatei, e agradeço muito, a eficiência do sistema de releitura e correção dos leitores.

O meu caso é grave porque leio, penso e falo em francês e escrevo em portugês. Assim publico tecidos imprimidos no lugar de tecidos estampados, parachutistas no lugar de paraquedistas e a lista é longa.

Existem os erros de apreciação também. Por exemplo, quando visitei o Hotel de Senlis o achei correto. Uma leitora que ficou hospedada neste hotel me informou do barulho, do quarto minúsculo, do banheiro mofado.

Enquanto jornalista/blogueira preciso das correções dos leitores/blogueiros para os ajustes necessários ao editing process.