ncl.jpg

Na sexta feita sai o disco da Primeira Dama da França. O assunto predileto nestes dias é Carla Bruni vai poder conciliar duas atitudes inconciliaveis, o de Primeira Dama da França e o de cantora?

Como ser uma artista livre de todas as pressões da sociedade e ao mesmo tempo esposa do Presidente e condenada a um comportamento sem falhas. A quarenta anos,  Carla Bruni vai ter que inaugurar uma nova maneira de ser e se transformar na embaixadora da ruptura.

Richard Gianorio comenta a situação delicada dentro da qual se encontra a cantora e revela alguns trechos das canções do seu novo disco.  Carla Bruni parece enviar algumas mensagens… eu faço uma cruz na minha carreira de amazona e na minha liberdade soberana, a cantora aceita os limites impostos. Apesar dos meus quarenta anos, meus trinta amantes e um filho, orgulhosa, não esconde seu passado. Eu te dou o meu corpo, minha alma…você é meu senhor, meu querido, minha orgia e faz uma declaração de amor ao presidente.