affichenpns.jpg

Eu sei que o turista deseja informações práticas sobre Paris e nestes 3 meses de vida de Conexão Paris eu tenho procurado atingir este objetivo. Viajar é também um mergulho na diferença cultural e uma  busca do conhecimento do  outro. Por isto tenho dado pequenas informações sobre estilo de vida do parisiense, os livros e os filmes do momento e hoje publico este artigo sobre um movimento popular que respeito muito: Ni Putes Ni Soumises foi criado em 2003 após o assassinato de uma jovem em uma cidade popular da periferia de Paris. A vítima foi queimada viva porque queria viver como todas as jovens dos países ocidentais: sair, dançar, namorar, estudar e se casar com alguém da sua escolha. Estas cidades são  guetos que vivem sob influência  das leis religiosas islâmicas. As mulheres,  jovens ou não, casadas ou não, vivem reclusas, são menosprezadas, vigiadas e assassinadas se não se submetem às leis do gueto.

Nem Putas Nem Submissas é um grupo de jovens, mulheres e homens, que lutam contra esta situação e em favor dos valores republicanos. A presidente desta associação, Fadela Amara, foi convidada por Sarkozy para fazer parte do seu governo. Boa sorte Fadela Amara.

www.niputesnisoumises.com