Gastronomia: como usar os xaropes franceses

A França é o país onde a variedade de sirops (a tradução ao pé da letra é xaropes) é a mais rica. Os franceses chamam xarope sucos concentrados de frutas, legumes, folhas e flores como jasmim, hibiscus, melancia, cenoura… A declinação destes concentrados é imensa e encontramos xarope com gosto de tudo: macaron, tiramisu, crème brêlée…

Trata-se de um ingrediente simples com utilizações variadas. Com os famosos xaropes aromatizamos cafés, chás, leites e chocolates. Em casa, temos o hábito de colocar algumas gotas de xarope de vanille nos chás e mesmo no café. Ou então bater no liquidificador leite gelado e xarope de caramelo.

Eles acompanham também sorvetes, bolos e crepes. Eu adoro o xarope de framboesa, com o delicioso gosto de fruta fresca, como um coulis feito em casa.

Foto:B.Winkelmann

Com os mesmos xaropes preparamos sopas inusitadas e adaptadas ao gosto brasileiro. Tenho uma receita ótima de gaspacho preparado com tomates (nesta receita, tomates amarelos), pepinos, e pimentão amarelo (sem pele e sementes) batidos no liquidificador + xarope de cenoura,pamplemousse e gengibre + sal. Sirvo gelado e acompanhado por torradas e presunto cru.

Misturado com água gasosa ou bebidas alcoolicas, preparamos cocktails formidáveis. Encontramos muitas receitas no site da Monin, um dos grandes fabricantes de concentrados e xaropes. Monin possui duas linhas de produtos. Uma vendida somente aos professionais e outra, grand publique, que podemos comprar nos bons endereços como La Grande Épicerie de Paris.

Eles são baratos e de longa conservação. Uma garrafa pode ser guardada durante alguns anos.

Veja o site do Monin aqui.

Publicidade

Veja Também

Fauchon lança novo éclair de chocolate

Páscoa com gosto de chocolate parisiense

Aspectos pitorescos da vida de torre Eiffel

15 pitacos, participe desta conversa

  1. Beth disse:

    Beth Lima
    J’a mandei meu e-mail.

  2. Beth Lima disse:

    Lina e amigos,
    Apesar do prazo da ANCINE ter expirado para manifesto de opiniões, acho que o apoio e a divulgação da Aliança Francesa foi importante. O tempo foi curto mas valeu a colaboração!
    Abraços a todos!

  3. Madá disse:

    Lina, essa sua sopa está muito apetitosa! Maria das Graças, nada melhor que um tempero e alimentos frescos, porém acho que esses xaropes são uma salvação para quem precisa dar uma acelerada no preparo das refeições com algum toque diferente.

  4. Marina Bertolucci disse:

    Gente,
    A chef Roberta Sudbrack está precisando de rapadura aí em Paris!
    Alguém poderia ajudá-lá??
    Falem com ela pela fan Page no facebook ou no twitter @RobertaSudbrack
    A gastronomia brasileira agradece!

  5. Margareth Bastos disse:

    Beth, alerta devidamente compartilhado e e-mail enviado à Ancine. Seria lamentável perder a opção da TV5.

  6. Marcos disse:

    Beth Lima,

    parece que a TV5 Monde continua, mas podemos dar adeus ao conteúdo legendado em português.
    É uma boa oportunidade para refletir sobre as fronteiras do público e do privado no panorama midiático.

  7. Beth Lima disse:

    Sobre o comentário anterior, acrescento que a nova legislação citada é a “Lei da TV Paga” (lei nº12485/2011).
    Maiores informações em http://www.ancine.gov.br/sites/default/files/portarias-da-ancine/Portaria%20n206.pdf

  8. Beth Lima disse:

    Lina e amigos,
    Desculpem o comentário fora do tema.
    Recebi uma nota da Aliança Francesa via facebook, sobre a possibilidade do fechamento do canal TV5Monde no Brasil, de acordo com o art.23 da Instrução Normativa nº100 de 29 maio 2012 da ANCINE. A Programadora Media Mundi Brasil Ltda, que opera o canal no Brasil, fez uma solicitação à ANCINE de permanência do canal, como excessão à nova lei do audiovisual, que cria novas regras com relação à programação, o que inviabilizaria sua veiculação no país e pede que quem desejar opinar sobre essa permanência que envie um email para http://www.ouvidoria@ancine.gov.br. reforçando o pedido. O prazo final é hoje (1oSet).
    Eu já enviei minha opinião. O fechamento do canal no Brasil seria um retrocesso ao intercâmbio cultural.
    Obrigada!

  9. Thais disse:

    Hummm, adorei as dicas, os xaropes parecem ser muito gostosos, quero experimentar quando for a Paris (espero que não demore muito :) )

  10. Maria das Graças disse:

    Lina, gosto de saber e de conhecer o que existe no mercado mesmo que não seja consumidora de muitos produtos. Se eu morasse na França e com a gama enorme de opções frescas de aromatizantes eu passaria longe desses xaropes. No Brasil então, com esse clima maravilhoso e com a enorme variedade de aromas que temos o ano inteiro, nem pensar.

  11. Tania Baiao disse:

    Uma excelente ideia para “temperar” chás. (para os que, como eu, não são muito fãs da bebida em si).

  12. Regina Costa disse:

    Olá Conexão Paris! Por que vocês não colocam mais no blog (à direita da página) a temperatura diária de Paris?

  13. Daniela Araujo disse:

    E eu, sem saber disto enquanto passava uma temporada na casa de um amigo parisiense, mandei pra dentro um golão de xarope de pêssego. Puro. :P

Participe e deixe seu comentário

Seu comentário pode demorar alguns minutos para aparecer no blog.