Brechó a quilo no Marais

Por Rodrigo Lavalle consultor compras indicado pelo Conexão Paris

Kilo Shop é um brechó recém aberto no Marais cujo diferencial é a venda no quilo. A loja é grande, espaçosa e com iluminação suave. São 500m2 divididos em 2 andares: no térreo fica a seção feminina e no subsolo a masculina.

Existe uma grande variedade e quantidade de produtos e tudo é bem organizado (tem até uma arara só de roupas com estampa de bolinhas!): vestidos, t-shirts, camisas, jeans, casacos, sapatos, bolsas, chapéus, lenços, couro e até uma pequena seção de bijoux vintage e outras bugigangas de plástico na entrada.

Não se trata de um brechó de marcas de luxo e sim de roupas antigas do dia a dia. Lembra um pouco o Kiliwatch (que eu falei sobre aqui: http://www.conexaoparis.com.br/2012/05/06/brechos/) porém mais barato e um pouco menos cool. E, como em todo brechó, é preciso se ter paciência e tempo…

São dois preços: 20€/kg para os produtos com alarme vermelho e 30€/kg para os produtos com alarme verde.  O serviço é quase self-service, existem balanças digitais em vários pontos da loja onde o cliente pode pesar o que escolheu e descobrir o preço. Para situar um pouco a clientela há também plaquinhas espalhadas pelo local com o peso e preço médios de alguns produtos, por exemplo:

  • calça jeans Levi’s – 780 gramas – 15,60€
  • polos – 210 gramas – 6,30€
  • camisas com estampa havaiana – 175 gramas – 5,25€

Kilo Shop -  69-71 rue de la Verrerie, 75004 metrô linha 1 – estação Hotel de Ville

kilo-shp.fr

Leia também: Os melhores brechós de Paris

Publicidade

O conteúdo deste post foi decidido pela equipe editorial do Conexão Paris, tendo como critério a relevância do assunto para nossos leitores, não havendo nenhum vínculo comercial com qualquer empresa ou serviço citado no texto. Não recebemos qualquer tipo de remuneração pela escrita e publicação deste texto. Conheça a política de remuneração do Conexão Paris.

11 pitacos, participe desta conversa

  1. […] nos brechós do Marais (aqui ) na minha última viagem foi uma diversão, fiz ótimas […]

  2. Andreia Fernandes disse:

    Nossa adoro a Kilo shop, no ano passado eu e meu marido achamos coisas ótimas lá, de ver estas fotos deu um saudade… Dica, quem ficar no Marais e não tiver nada pra fazer no domingo à tarde… vá dar uma voltinha lá no Kilo Shop… irão amar este lugar…

  3. Juliana disse:

    Acabo de voltar da Kilo Shop com um pullover listrado em azul marinho e branco. Achei na parte de roupas masculinas – acho que dessa arara fotografada! -, bem pequeno (parece infantil, já que eu mesma sou pequenininha) e cutou 6 euros e 15 centavos. Adorei – dá pra fazer uma vista sem gastar muito.

    A loja é muito bem organizada e espaçosa – algo em que os outros brechós sempre pecam, pra mim. Dá pra se perder lá dentro e nem sentir o tempo passar, pra quem curte um garimpo!

    Dica testada e super recomendada!

  4. maria cristina leal boeira disse:

    Adoro Conexão Paris!!! vale a pena sempre ler antes de viajar a Paris, “minha cidade” querida….abraço

  5. Renata Monteiro disse:

    Esse brecho foi comentado hoje na Globo News! Adorei ver a notícia e já estar informada pelo blog rsrs

  6. Nilza Freire disse:

    Realmente o Marais eh um festival de brechos e lojas de desconto, degrifees e pontas de estoque, já andei explorando alguns que valeram a pena. Gosto mais de complementos, e costumo seguir as dicas aqui do CP como a Reciproque entre outras. Muito boa essa dica!

  7. Jacqueline disse:

    Saudade imensa dos brechos de Paris! Primeiro item a visitar na próxima visita. Curiosos, fantásticos, fascinantes! Chego a suspirar quando penso neles. Oh, Dieu, permita que eu retorne breve! Tudo em Paris me fascina.

  8. nilva benedita candida disse:

    gosto muito de visitar brechó qdo eu for á Paris irei a esse brechó no marais

  9. Tania Baiao disse:

    Sou fascinada por brechós!
    Mesmo que não compre nada ( o que é praticamente impossível!!!!!!), tenho um excelente faro ( embora o cheiro seja desagradável em geral), e gosto de ficar imaginando porque aquelas roupas vieram parar ali, a história do dono anterior…

  10. Cristiane Pereira disse:

    Não tenho muito talento nem paciência para fuçar brechó, mas mesmo assim gosto de saber dessas novidades! E admiro quem consegue achar coisas bacanas nessas lojas!

  11. Suely disse:

    Rodrigo
    Há alguns anos atrás esse tipo de venda à quilo era moda por aqui, principalmente em tricô.

Participe e deixe seu comentário

Seu comentário pode demorar alguns minutos para aparecer no blog.