Primeira Dama (cantora) da França

ncl.jpg

Na sexta feita sai o disco da Primeira Dama da França. O assunto predileto nestes dias é Carla Bruni vai poder conciliar duas atitudes inconciliaveis, o de Primeira Dama da França e o de cantora?

Como ser uma artista livre de todas as pressões da sociedade e ao mesmo tempo esposa do Presidente e condenada a um comportamento sem falhas. A quarenta anos,  Carla Bruni vai ter que inaugurar uma nova maneira de ser e se transformar na embaixadora da ruptura.

Richard Gianorio comenta a situação delicada dentro da qual se encontra a cantora e revela alguns trechos das canções do seu novo disco.  Carla Bruni parece enviar algumas mensagens… eu faço uma cruz na minha carreira de amazona e na minha liberdade soberana, a cantora aceita os limites impostos. Apesar dos meus quarenta anos, meus trinta amantes e um filho, orgulhosa, não esconde seu passado. Eu te dou o meu corpo, minha alma…você é meu senhor, meu querido, minha orgia e faz uma declaração de amor ao presidente.

Publicidade

O conteúdo deste post foi decidido pela equipe editorial do Conexão Paris, tendo como critério a relevância do assunto para nossos leitores, não havendo nenhum vínculo comercial com qualquer empresa ou serviço citado no texto. Não recebemos qualquer tipo de remuneração pela escrita e publicação deste texto. Conheça a política de remuneração do Conexão Paris.

Veja Também

O Monoprix e a street art

Os jardins de Versailles e as estações

Paris: regras de sobrevivência no metrô

13 pitacos, participe desta conversa

  1. Alexandre disse:

    Tinha esquecido da Segolene! Obrigado pela resposta. :)

  2. conexaoparis disse:

    Alexandre
    A mulher francesa está bem representada no governo Sarkozy. Acho que temos 5 ou 6 ministras.
    E não se esqueça que Segolene Royal concorreu com Sarkozy nas últimas eleições.
    A França está longe da paridade mas a mulher francesa ativa no campo economico e polítivo. O organismo que representa os industriais franceses é presidido por uma mulher.

  3. Alexandre disse:

    Maria Lina, vendo a Ingrid Betancourt e a Carla Bruni, ambas misturadas de algum modo no cenário político francês, me bateu uma curiosidade: como é o papel da mulher na política francesa?

  4. conexaoparis disse:

    Patrícia
    Recentemente um político europeu, não me lembro mais qual, o primeiro ministro inglês acho, disse que a primeira dama francesa era uma beleza sem nenhuma dúvida e só. Querendo dizer que ela não era cantora.
    Eu nunca comprei e não comprarei seus cds. Mas a acho maravilhosa e divertida.

  5. Patrícia disse:

    Puxa, pouca gente comentou o assunto do tópico… Mas e a Carla Bruni afinal, canta bem ou não? Eu vi muito material dela numa loja Fnac… Qual o estilo de música, o que tu acha dela Maria Lina?

  6. Nana Guimraes disse:

    Estou louca para ouvir esse CD e poder opinar sobre o mesmo, mas uma coisa é impossivel não dizer: é bela a primeira dama da França!!! Combina com essa cidade !!!!

  7. conexaoparis disse:

    Marcelo
    Você tem todas as informações aqui:
    http://www.ratp.fr/
    A escolha depende do número de vezes que você vai utilizar os transportes em comum por dia. Eu ando muito, então no meu caso compro um carnet com 10 passagens. Este carnet vai durar 2 semanas.Ele custa em torno de 11 euros.

  8. Marcelo Galvão disse:

    Maria Lina

    Obrigado pela resposta. Estarei em Paris, por 8 dias, no final de agosto, início de setembro.
    Para o período em questão, o que melhor substitui o carte orange: os passes ou o carnê de tíquetes? Qual o valor de ambos? Por favor, se for o caso, indique o site que eu possa ver essas tarifas atualizadas.
    Por último, o Navigo, que citei, corresponde aos passes informados por você?

  9. conexaoparis disse:

    Ana
    neste caso escolha o Chartier, mais interessante.

  10. conexaoparis disse:

    Marcelo
    É verdade. Os turistas agora compram um pass por 1,2,3,4..dias.
    Eu sempre comprei um carnet de tikets com 10 passagens. Ando muito e só pego ônibus ou metro quando a distancia é enorme.

  11. Ana disse:

    Maria Lina, parabéns pelo excelente blog! Tenho lido regularmente e tem contribuido para o meu desejo de regressar a Paris. Irei à cidade luz por apenas 3 dias em Agosto e vou seguir muitas das suas dicas, infelizmente o tempo n dará para muito. Como estou muito indecisa em relação aos restaurantes, pode-me ajudar a escolher um bom e barato para jantar no sábado? Agradou-me o q escreveu sobre o Chartier, a brasserie Wepler , entre outros, mas só posso escolher um… Obrigada pela sua atenção!

  12. Marcelo Galvão disse:

    Olá, Maria Lina.

    Parabéns pelo seu blog! Conheci-o por indicação do Ricardo Freire – Viaje na Viagem – e pelo comentário do Lucas Mendes no Manhattan Connection. Desde, então, sempre que possível, procuro lê-lo. Os seus textos são prazerosos e objetivos. Esta, porém, é a primeira vez que me manifesto.
    Li, recentemente, que não há mais o Carte Orange, que ele teria sido substituído pelo Navigo, é isto mesmo? Utilizei, ano passado, o bilhete semanal do Carte Orange. A meu ver, a opção mais econômica para quem fica esse período em Paris.

  13. Flavio Assunção disse:

    só completando que foi para um sabado.

Participe e deixe seu comentário

Seu comentário pode demorar alguns minutos para aparecer no blog.