Reims, terra do Champagne francês

Com o TGV – Train de Grande Vitesse – Reims está a 45 minutos de Paris, ideal para um passeio ida e volta no mesmo dia.

O objetivo principal da viagem é visitar as caves das grandes marcas de champagne instaladas no centro da cidade. Mas não se esqueçam que Reims é uma bela cidade, com pelo menos dois monumentos a serem visitados.

A Catedral Notre Dame, um dos principais monumentos da arte gótica européia, e a residência dos arcebispos de Reims, o Palais de Tau, ao lado da catedral.

Catedral de Reims

A catedral de Reims | Fotos de Chi King: www.flickr.com/photos/davelau/

A cidade de Reims, e a vizinha Epernay, concentram os endereços dos mais conhecidos produtores de champanhe. Vocês podem visitar em Reims as caves de Ruinart, Taittinger, Pommery, Veuve Cliquot, Martel.

Qual delas visitar? Se vocês não tiverem uma preferência já definida, eu diria que as caves da Maison Ruinat são fascinantes. A mais de 30 metros debaixo da terra, vocês vão percorrer as galerias que conduzem até antigas minas de calcário, hoje classificadas como monumento histórico. Protejam-se  contra o frio pois a temperatura constante é de 11 graus. As visitas são com hora marcada e uma degustação de champagne finaliza o passeio.

A Maison Pommery possui un castelo no centro da cidade. As visitas estão abertas ao público o ano todo, menos no período de 24/10 a 01/01 . Preço da visita: 10 euros.

Caves Pommery em Reims

A Maison Taittinger está aberta para visitas todos os dias, de março a novembro. A parte mais antiga das caves data da ocupação greco-romana do século IV. Mas tarde, durante o século XIII, novas caves foram construídas pelos monges da Abbaye Saint Nicaise para o estoque dos vinhos da Champagne.

E a Maison Veuve Cliquot organiza visitas somente com hora marcada, elas custam 8,50 euros com direito a uma coupe de champagne no final do percurso.

Como ir até Reims? Eu prefiro ir de TGV, 45 minutos de Paris. Esta é a solução perfeita. Muitos amigos preferem o carro. Reims está a 145 km de Paris pela auto estrada. É muito perto e a estrada é excelente.

Se quiserem muito conforto, contratem os serviços de uma empresa que vai levá-los a Reims em van, com motorista brasileiro. Veja as empresas indicadas pelo Conexão Paris clicando aqui.

Outra opção de transporte, mais barata, são os ônibus da empresa Parisvision|Cityrama.

Abaixo sites para informações complementares: o primeiro é do Ofício do Turismo de Reims e o segundo o site comum dos grandes produtores de champagne com o endereço internet de todos eles.

www.reims-tourisme.com

www.maison-champagnes.com

 

Publicidade

O conteúdo deste post foi decidido pela equipe editorial do Conexão Paris, tendo como critério a relevância do assunto para nossos leitores, não havendo nenhum vínculo comercial com qualquer empresa ou serviço citado no texto. Não recebemos qualquer tipo de remuneração pela escrita e publicação deste texto. Conheça a política de remuneração do Conexão Paris.

111 pitacos, participe desta conversa

  1. Leonardo Veri disse:

    Pergunta: indo de TGV de Paris a Reims, como ir da estação para Maison Veuve Cliquot e Maison Taittinger?

  2. Amanda Prado disse:

    Então, Rodrigo, eu li na Viagem e Turismo. Em janeiro de 2014 saiu um calendário com os melhores lugares para ir mês a mês, e em abril tem que Reims está em festa com a degustação da champaghe. Obrigada.

  3. Amanda Prado disse:

    Olá, eu li numa revista que em abril Reims está em festa por causa da champanhe. Gostaria de saber quando é, e como é a tal festa?! Obrigada! Abraços!

  4. Mariana Casadei M. Pinotti disse:

    Oi Rodrigo!
    Você sabe se existe algum trem saindo de Amsterdam direto para Reims, sem passar por Paris? Gostariamos de fazer Amsterdam / Reims e Épernay / Bruxelas / Amsterdam , é possível?
    Desde já, muito obrigada.

  5. Ana Letícia disse:

    Oi Lina! Acompanho seu blog há anos, desde que planejei minha lua de mel em Paris, que foi perfeita graças ao seu guia e às dicas preciosas que peguei por aqui (inclusive você postou minha dica de hotel aqui no blog)! Eu e uma amiga estamos indo para Europa (ida e volta por Amsterdam, de 28/04 a 11/05) e planejamos ir à Ghent e Brugges de trem e depois Paris. Gostaríamos de conhecer também O Vale do Loire e Reims. Como teremos que voltar a Amsterdam para retornar ao Brasil gostaria de sugestões de roteiro/deslocamento entre essas áreas. Pensamos em ir de trem até Reims e depois alugar um carro para o Vale do Loire. Teremos um tempo curto e pensei em dormir uma noite no vale. Você pode me dar uma ajudinha?
    Beijos,
    Letícia

    • Rodrigo Lavalle disse:

      Ana, tomando como ponto de referência Paris, Ghent e Brugges ficam ao norte, Reims à leste e o Vale do Loire ao sul. O ideal é fazer a Bélgica no final (vá de trem) antes de ir para Amsterdã para retornar ao Brasil.
      Vá de trem para Reims, alugue o carro e vá até Orleans. Durma lá e depois faça o Vale do Loire de carro.
      Abraços.

  6. Ludmilla disse:

    Uma dúvida vocês acham duas noites em reims demais ? Meu vôo chega em paris as 18 h e iria de carro até reims os restaurantes fecham cedo ? Grata

  7. Carol disse:

    Olá pessoal. Eu, meu marido e meus dois filhos adolescentes iremos para Paris em dezembro de 2014 onde alugaremos um carro que seguiremos para Alemanha.
    Iremos parar em Reims e gostaria de saber qual cave estará aberta nesta época (19/12/2014).
    Queria também saber em quando tempo aproximadamente pode-se conhecer a catedral, castelo e uma cave?
    Obrigada.

  8. mariana correia disse:

    Olá, gostaria dos contatos de transfer para a região da Champagne. Apesar de na matéria ter link para as empresas q vcs indicam , ao clicar no link não aparecem as opções.
    Grata.

  9. kaka disse:

    Ahh…quanto tempo dura a visita as caves da Ruinart? gostaria de fazer a visita e agendar outra na Pommery, mas para isso preciso saber quanto tempo dura a visita. Alguém aí que visitou a Ruinart saberia dizer?

    • Rodrigo Lavalle disse:

      Kaka, geralmente as visitas duram 1h/1h30m. Sugiro que você pesquisa todas as informações nos sites das caves.
      Abraços.

  10. kaka disse:

    A Ruinart fica em Reims ou Epernay? No site diz que fica em Reims, mas a Lina, nos comentários, diz que fica em Epernay. Fiquei na dúvida….

    • Rodrigo Lavalle disse:

      Kaka, a Ruinart fica em Reims, foi um deslize da Lina. No artigo ela diz que fica em Reims: “Vocês podem visitar em Reims as caves de Ruinart, Taittinger, Pommery, Veuve Cliquot, Martel”.
      Abraços.

  11. Rodrigo Lavalle disse:

    Milene, o TGV para Reims sai da Gare de l’Est que é servida pelas linhas 4, 5 e 7 do metrô.
    Abraços.

Próximos 20 comentários Aguarde, carregando novos comentários

Participe e deixe seu comentário

Seu comentário pode demorar alguns minutos para aparecer no blog.