Reims, terra do Champagne francês

Com o TGV – Train de Grande Vitesse – Reims está a 45 minutos de Paris, ideal para um passeio ida e volta no mesmo dia.

O objetivo principal da viagem é visitar as caves das grandes marcas de champagne instaladas no centro da cidade. Mas não se esqueçam que Reims é uma bela cidade, com pelo menos dois monumentos a serem visitados.

A Catedral Notre Dame, um dos principais monumentos da arte gótica européia, e a residência dos arcebispos de Reims, o Palais de Tau, ao lado da catedral.

Catedral de Reims

A catedral de Reims | Fotos de Chi King: www.flickr.com/photos/davelau/

A cidade de Reims, e a vizinha Epernay, concentram os endereços dos mais conhecidos produtores de champanhe. Vocês podem visitar em Reims as caves de Ruinart, Taittinger, Pommery, Veuve Cliquot, Martel.

Qual delas visitar? Se vocês não tiverem uma preferência já definida, eu diria que as caves da Maison Ruinat são fascinantes. A mais de 30 metros debaixo da terra, vocês vão percorrer as galerias que conduzem até antigas minas de calcário, hoje classificadas como monumento histórico. Protejam-se  contra o frio pois a temperatura constante é de 11 graus. As visitas são com hora marcada e uma degustação de champagne finaliza o passeio.

A Maison Pommery possui un castelo no centro da cidade. As visitas estão abertas ao público o ano todo, menos no período de 24/10 a 01/01 . Preço da visita: 10 euros.

Caves Pommery em Reims

A Maison Taittinger está aberta para visitas todos os dias, de março a novembro. A parte mais antiga das caves data da ocupação greco-romana do século IV. Mas tarde, durante o século XIII, novas caves foram construídas pelos monges da Abbaye Saint Nicaise para o estoque dos vinhos da Champagne.

E a Maison Veuve Cliquot organiza visitas somente com hora marcada, elas custam 8,50 euros com direito a uma coupe de champagne no final do percurso.

Como ir até Reims? Eu prefiro ir de TGV, 45 minutos de Paris. Esta é a solução perfeita. Muitos amigos preferem o carro. Reims está a 145 km de Paris pela auto estrada. É muito perto e a estrada é excelente.

Se quiserem muito conforto, contratem os serviços de uma empresa que vai levá-los a Reims em van, com motorista brasileiro. Veja as empresas indicadas pelo Conexão Paris clicando aqui.

Outra opção de transporte, mais barata, são os ônibus da empresa Parisvision|Cityrama.

Abaixo sites para informações complementares: o primeiro é do Ofício do Turismo de Reims e o segundo o site comum dos grandes produtores de champagne com o endereço internet de todos eles.

www.reims-tourisme.com

www.maison-champagnes.com

 

Publicidade

O conteúdo deste post foi decidido pela equipe editorial do Conexão Paris, tendo como critério a relevância do assunto para nossos leitores, não havendo nenhum vínculo comercial com qualquer empresa ou serviço citado no texto. Não recebemos qualquer tipo de remuneração pela escrita e publicação deste texto. Conheça a política de remuneração do Conexão Paris.

Veja Também

Restaurantes de Bordeaux

Três dias na Borgonha by bike

O interior da França no inverno

100 pitacos, participe desta conversa

  1. Carol disse:

    Olá pessoal. Eu, meu marido e meus dois filhos adolescentes iremos para Paris em dezembro de 2014 onde alugaremos um carro que seguiremos para Alemanha.
    Iremos parar em Reims e gostaria de saber qual cave estará aberta nesta época (19/12/2014).
    Queria também saber em quando tempo aproximadamente pode-se conhecer a catedral, castelo e uma cave?
    Obrigada.

  2. mariana correia disse:

    Olá, gostaria dos contatos de transfer para a região da Champagne. Apesar de na matéria ter link para as empresas q vcs indicam , ao clicar no link não aparecem as opções.
    Grata.

  3. kaka disse:

    Ahh…quanto tempo dura a visita as caves da Ruinart? gostaria de fazer a visita e agendar outra na Pommery, mas para isso preciso saber quanto tempo dura a visita. Alguém aí que visitou a Ruinart saberia dizer?

    • Rodrigo Lavalle disse:

      Kaka, geralmente as visitas duram 1h/1h30m. Sugiro que você pesquisa todas as informações nos sites das caves.
      Abraços.

  4. kaka disse:

    A Ruinart fica em Reims ou Epernay? No site diz que fica em Reims, mas a Lina, nos comentários, diz que fica em Epernay. Fiquei na dúvida….

    • Rodrigo Lavalle disse:

      Kaka, a Ruinart fica em Reims, foi um deslize da Lina. No artigo ela diz que fica em Reims: “Vocês podem visitar em Reims as caves de Ruinart, Taittinger, Pommery, Veuve Cliquot, Martel”.
      Abraços.

  5. Milene disse:

    Olá queridos do Conexão Paris… por favor, em qual estação nós pegamos o TGV de Paris para Reims?? Nós ficaremos em um hotel proximo à Torre Eiffel (Adagio Tour Eiffel na Rue du Theatre), vocês poderiam me ajudar, por favor? Abraços…

  6. amadeu cavalcante disse:

    Pretendo ir a Reins em setembro e como sou corredor gostaria de saber se a cidade e plana e se consigo correr 10 km na rua ou na periferia.
    OBRIGADO
    Amadeu

    • Rodrigo Lavalle disse:

      Amadeu, conheço somente o centro, sua catedral belíssima, e as profundas e maravilhosas caves de champagne. Mas garanto que você encontrará um local maravilhosamente plano para correr.
      Abraços.

  7. Fabio disse:

    Olá! Parabéns pelo site! Está me ajudando mto no roteiro! Vou viajar em setembro com minha mulher e já estamos planejando tudo… Pretendemos passar só um dia em Reims… não nos decidimos ainda se vamos dormir la… confesso que gostei da sua ideia do tgv… nesse caso, indo de trem, qual a melhor opção para chegar nas caves?
    Abs

  8. Priscila disse:

    Estou indo à Paris amanhã e estou louca para ir à Reims. No entaneto, entrei em contato na Veuve e eles informaram que esse período eles etão fechados. Será que nenhuma clave está aberta nessa época?? Me ajudem please. Vi que a Chandon é em Epernay. Essa cidade é próxima de Reims?
    Obrigada

    • Rodrigo Lavalle disse:

      Priscilla, Epernay fica a 20 minutos de trem de Reims. Outras caves em Reims são a Pommery e a Taittinger. Confira se elas estarão funcionando nesse período.
      Abraços.

  9. Lenna Ranghetti disse:

    Aconselho a todos ir à Reims/Épernay para conhecer as caves, degustar os champanhes e ver os vinhedos. Eu e meu marido fomos e curtimos muito. Imperdível!

  10. carlos mauricio pimentel disse:

    seu blog e adoravel e muito pratico ,estou indo a paris em setembro e vou passar oito dias na regiao da champanhe e borgonha ,onde devo dormir neste periodo ,obrigado e beijos

  11. Gustavo disse:

    Lina,ja peguei varias dicas de Paris,gostaria q me desse dicas de passeios em Reims pois vou dormir la 3 noites p nao ter pressa qual seria melhor roteiro?

    Muito obrigado e parebens pelo site prefeito!!!

  12. [...] tenho mais dois artigos sobre Reims arquivados no blog. O primeiro, como ir a Reims de trem [...]

  13. Kelly Amaral disse:

    Recebi email hoje da Ruinart dizendo que estarão fechados para visita de maio a dezembro deste ano. :(

  14. Kelly Amaral disse:

    Lina, já vi aqui vc orientando uma leitora que gostaria de visitar os castelos de Loire e Reims a ir a Loire, voltar a Paris e ir de trem a Reims. Além desse lugares, eu tbm quero ir a Mont Saint Michel. Vc acha que deveria dormir em Reims e depois ir para Mont? Dá pra ver que eu ainda tenho muitas dúvidas quanto a geografia da região… rs

    • Lina disse:

      Kelly
      O sistema ferroviário francês é centralizado em Paris. Quer dizer, não tem boas conexões entre as cidades do interior. O passageiro deve sempre passar por Paris.
      Para visitar Reims ou o Vale do Loire, a pessoa deve fazer o trajeto e voltar para Paris para fazer o segundo programa.
      É complicado ir de Reims para o Mont. Por isso pense sempre em ir e voltar para Paris.

  15. Luna disse:

    Lina,
    Chego em Paris um sabado no fim do dia e aninha ideia é ir direto para Reims. Sei que domingo é um dia complicado na França, com muita coisa fechada. Acha que teremos problemas em passar o domingo lá? Vi que em maio as caves abrem domingo. De la vamos direto para o Mont Saint Michel, da pra ir segunda de manha ou melhor ficar mais um dia e ir na Terça? Obrigada!

    • Lina disse:

      Luna
      Verifique nos sites das caves se eles abrem no domingo. Em um dia você pode visitar duas caves. Vá para o Mont na segunda. Não vale a pena ficar mais um dia.

  16. [...] – Conheça Reims, a capital do champanhe na França [...]

  17. Moisés Vitorino disse:

    Oi Lina, sou agente de viagens em Fortaleza mas estou indo para a Europa e não conheço. Prentendo ir de Paris para Frankfurt de carro locado e penso em passar pela região do champagne. O que pode nos sugerir no caso temos o dia todo do sábado ( saindo de Paris pela manhã até Domingo. Nosso Võo tem saida de Frankfurt as 21:00 hs para o Brasil ). Pensamos dormir em Reins. O que pode nos sugerir??? Abraço.

    • Lina disse:

      Moisés
      Durma em Reims. E aproveite para visitar a catedral, maravilhosa, e as caves de champagne. Valem a pena.
      Não entendi, você quer dicas de hospedagem? Se for, nesta categoria você já encontra alguns artigos sobre hospedagem na região.

  18. regina disse:

    nao deixem de ir ao
    http://www.assiettechampenoise.com/, um dos melhores jantares da minha vida, me hospedei em Tinqueux (?), vizinha a Reims, adorei, fiquei em um hotel da rede Campanille e foi otimo.
    Preço excelente

  19. Carla Franco disse:

    Maria Lina,
    Além de Reims, que outro destino próximo de Paris, é servido pelo TGV. Vou com meu filho adolescente de 14 anos. Seria bom uma cidade com atrações para ele! Obrigada!

    • Lina disse:

      Carla
      Ele vai gostar de visitar as caves.
      Passe um dia em Strasbourg. Belo cidade.
      Ele gostaria tb do MOnt Saint Michel. Neste caso vá de carro com chofer (veja na cazinha Lina Indica) ou de viagem de ônibus com a Paris Vision.

  20. Pujol disse:

    Oi Lina,
    Estivemos em Reims recentemente e recomendo o Restaurant Café du Palais http://www.cafedupalais.fr
    Abraço,
    Pujol

  21. Andre disse:

    Oi Lina! Parabens pelo blog, muito bom, ajuda muito!!!
    As minhas duvidas são muito parecidas com as da Michelle (25 de maio -2010). Entre tantas, qual cave visitar? Terei um dia em Reims e planejo visitar duas casas. Estou pensando em Mumm (li que o esquema da visita é moderno com apresentação de filmes e as outras seguem um estilo mais tradicional). Penso tb em Ruinart (bem recomendada neste post e em um outro diz que fica a mais de 30 metros em antigas minas de calcario que hj são patrimonio historico). Vc sugere outra combinação? Vc respondeu que a Ruinart não esta em Reims e sim em Epernay, no site http://www.reims-tourisme.com/ diz que o endereço é: 4 Rue des Crayères, 51100 Reims. Esse post tb diz que a Ruinart esta em Reims. Só para confirmar, vc se enganou? Com relação a visitar vinhedos? Em maio do ano passado vc não tinha muita informação sobre como visitar, vc continua assim? Não consegui ler na internet nenhum relato de quem viajou a Reims e visitou um vinhedo por conta propria, tudo aponta para contratar uma agencia. Estarei de carro fazendo tudo por conta, vc tem alguma informação? Obrigado pela ajuda!

  22. Bernardo Gazzola disse:

    Em maio ficarei 6 noites em paris e depois mais nove pra ir a dijon/reims, bruxelas/bruges e amsterdan .. Achei um post interessante sobre a borgonha a quem interessar http://bacoetabaco.wordpress.com/2010/10/29/58/
    abracos

  23. Norma Regina Iorio disse:

    Caríssima: Achei na internet esta firma que diz oferecer passeios para brasileiros e portugueses. É idônea? vc já teve informações sobre ela?
    PARIS PRIMA Services Touristiques
    S.A.R.L. au capital de € 7623
    (établissement habilité tourisme par arrêté préfectoral)
    RCS PARIS B 443 868 054
    Code APE : 602 G (transports routiers de personnes)
    Licence Intérieure : 2002/11/ 0009192
    Habilitation Tourisme : HA 075 03 0001
    Responsabilité Civile : Mutuelle des Transports, 20 rue Laffitte, 75009 – PARIS
    Garantie Financière : APS, 15 avenue Carnot, 75017 – PARIS
    Siège Social : 12 bis rue Domat, 75005 – PARIS
    Gérant : Bernard Bastos LAVELLE

  24. JULIANA disse:

    Lina, estou amando seu blog…ele está me salvando!!! Vi sua dica sobre os melhores locais para se visitar no Vale do Luar: Chenonceau, Cheverny e Chambord. Chegarei no dia 28 e irei embora no dia 30/04 (irei para Reims). Se vc não se importa, tenho várias dúvidas…ainda estou muuuito perdida e confusa:
    1) Que local é melhor visitar incialmente? (Entendo que seja melhor ficar mais ao Sul e depois ir subindo já que vou para Reims depois, né?!?! Mas o fica mais ao Sul?
    2) Em que cidade fico hospedada para estar, ao menos, no meio do caminho?
    3) Há algum hotel ou castelo que indique na cidade que irá me indicar?

    Muito obrigada, Juliana.

    • conexaoparis disse:

      Juliana
      Vá de trem até Amboise e se hospede neste cidade. Veja os artigos da categoria Castelos do Loire, tem dicas de hospedagem. Amboise é bem localizado para a visita dos outros castelos. Alugue carro em Amboise.
      Em seguida volta de trem para Paris. E vá de trem até Reims. Se quiser passear pela região, alugue um carro.
      Eu faria assim esta viagem.
      Mas vamos esperar outras propostas.

  25. Juliana disse:

    Boa tarde!

    Gostaria de saber qual a melhor época para visitar… quando é a colheita da uva?

    Obrigada

    • conexaoparis disse:

      Juliana
      A colheita da uva começa no verão, mas não sou especialista na matéria.
      No inverno algumas caves fecham. Melhor visitar a região na primavera ou no verão.

  26. Daniela disse:

    Gostaria de saber algum bom restaurante para almoçar em Reims ou Epernay. Vc tem alguma dica?

    Obrigada,

    Daniela

  27. Karina disse:

    Gostaria de saber como faço para marcar as visitas às caves? Já procurei algum contato e não acho.

  28. CAROL disse:

    lina,
    estou organinzando a ida para reims dia 25 de dezembro, mas quase todas as caves fecham nesse periodo. a ideia era ir para reims, epernay e descer a beaune.
    vc acha que em beuane as caves tambem fecham? será que seria melhor escolher outra regiao da frança para passar 5 noites?
    agradeço qualquer dica!
    bj

  29. conexaoparis disse:

    Ana Catarina
    Sou Lina, proprietária do blog.
    Aqui o endereço da Grug.
    http://www.krug.com/

Próximos 50 comentários Aguarde, carregando novos comentários

Participe e deixe seu comentário

Seu comentário pode demorar alguns minutos para aparecer no blog.