Os segredos de Montparnasse em Paris(7): o mito do La Coupole.

La Coupole é um dos restaurantes mais conhecidos de Paris. Inaugurado com grande pompa em1927 com mosaicos de inspiração cubista, madeiras nobres, pinturas decorativas nas paredes e colunas. Durante anos o restaurante foi o centro da vida artística e intelectual da cidade.

Quando entrarem neste restaurante pensem em Picasso, Man Ray, Cartier- Bresson, Buñuel, Henry Miller, Anais Nin, Hemingway, Giacometti, Sartre, Gainsbourg, Jane Birkin. Da inauguração até hoje, 80 anos de espetáculo e de personalidades desfilando.

80 anos que o tradicional curry de cordeiro é servido por um garçon em vestimentas tamoul, elaborado de acordo com receita clássica.

180 pessoas trabalham na brasserie, cada coluna mede 5 metros de altura, 950 pratos são servidos diariamente e 100 toneladas de ostras são consumidas em um ano.

Preços: entrada de 9 à 20 euros, prato principal de 20 à 40 euros. Um prato vegetariano por 17 euros.

O restaurante oferece dois menus que são mais baratos. O primeiro com uma entrada, um prato e sobremesa por 31 euros e o segundo com entrada e prato principal ou prato principal e sobremesa por 24 euros. Você pode pedir estes menus todos os dias de 11.30 às 18 horas e depois de 23 horas, menos no domingo no almoço e nos dias feriados. Entre as entradas dos menus, foie gras, ostras, salada. Pratos principais, truta, veado, salmão fresco e filé.

La Coupole – 102 boulevard Montparnasse – 75015 – metro Montparnasse Bienvenue ou Vavin.

Quando estava dando sugestões para o reveillon 2007 escrevi um pequeno artigo sobre o La Coupole.

Para reservar uma mesa ou obter informações complementares: www.flobrasseries.com

Leiam o oitavo e último artigo sobre Montparnasse.

Publicidade

O conteúdo deste post foi decidido pela equipe editorial do Conexão Paris, tendo como critério a relevância do assunto para nossos leitores, não havendo nenhum vínculo comercial com qualquer empresa ou serviço citado no texto. Não recebemos qualquer tipo de remuneração pela escrita e publicação deste texto. Conheça a política de remuneração do Conexão Paris.

32 pitacos, participe desta conversa

  1. Jorge Poa disse:

    Estivemos nesse restaurante em janeiro deste ano. Foi o único para o qual fizemos reserva ainda quando estávamos no Brasil. Os outros a que fomos eram melhores. Vale pela mítica do lugar, mas o preço é caro e a qualidade, no máximo razoável.

  2. Eloir Fernando disse:

    Olá, passaremos o reveillon em Paris. Gostaríamos de jantar em um lugar bacana e não tão caro. O restaurante do Montparnasse é bom? ou há outro para sugerir para esta data importante e se é necessário reservar desde o Brasil.
    att.

  3. Tiago disse:

    Cara Lina, estaremos em maio em Paris e, além do La Coupole, fizemos reserva no Le Procope e no Resto L’AOC, no QL. Você os conhece?

    • Lina disse:

      Tiago
      Conheço o La Coupole e gosto. Conheço o Le Procope e não gosto. Ficou turista demais. E não conheço o L’AOC.
      Gosto mesmo do Le Dôme, logo após o La Coupole.

  4. Beth disse:

    Lilian
    Montparnasse é uma região tranquila. De lá vc pode ir a pé até St Germain, Quartier Latin, Sena e as Ilhas. Ou mais longe ainda, depende de sua disposição…

  5. Lilian disse:

    Estou um pouco preocupada, pois vou à Paris em agosto e vou me hospedar em Montparnasse. Vou chegar à noite, tem perigo pegar o metro para o novotel? É um bairro bom? Quais passeios próximos, que posso fazer à pé? Obrigada

  6. Beth disse:

    Andrea
    Peça para o portaria do seu hotel fazer a reserva!
    Comigo sempre funciona bem…
    Abs.

  7. Andrea disse:

    Oi Lina. Obrigada

    Eu já fiz a reserva . Eles me responderam que não tem o horário escolhido. Estou tentando um horário mais tarde ou entao vou tentar outro dia.

  8. Andrea disse:

    Lina, estarei chegando num sábado pela manhã e estou pensando em deixar para ir ao La Coupole a noite, neste mesmo dia para abrir a nossa viagem com chave de ouro. É necessario que eu reserve daqui do Brasil ou no sábado quando chegar ou eu posso chegar lá e serei atendida. Se for para reserva daqui basta entrar no site e fazer a reserva ? É fácil. Não falo francês, só inglês mas não fluente. Grata. Andrea

  9. Meu comentário sobre este restaurante, resume-se em duas palavras:
    Diferente e sensacional.
    Este restaurante oferece as melhores ostras de Paris.

  10. […] de boeuf na Brasserie Au General La Fayette, 52 rue La Fayette, 75009 Paris. O do restaurante La Coupole também é […]

  11. Alda disse:

    Olá,
    E vou com meu marido para Paris em maio, estou super anciosa, mas infelizmente eu não falo inglês, meu marido fala. Ele vai em um congresso e nos dias que ele estiver no congresso vou ficar sozinha, estou um cpouco preocupada. Vou ficar em montparnasse.
    Gostaria de dicas para compras de perfumes, oculos e outros. vamos ficar 7 dias.
    um abraço
    Alda

    • conexaoparis disse:

      Alda
      Fique tranquila. Montparnasse é um bairro agradável e Paris não é violenta.
      Entre na categoria Cosméticos e perfumes do blog. Veja a loja que indico, cuja gerente se chama Regina e é brasileira.
      Esta loja está perto das Galerias Lafayette.

  12. Thais disse:

    Oi Lina,
    Eu vou com o marido para Paris pela segunda vez e vamos ficar no mesmo hotel, ao lado do La Coupole. Nós adoramos o restaurante e a vizinhança, que é um pouco mais local e não tão turística. Eu queria te perguntar se a Fundação Cartier-Bresson é bacana de visitar, se tem várias fotos tiradas por ele ou se são mais objetos e fotos de outros artistas.
    obrigada,
    Thais

    • conexaoparis disse:

      Thais
      A fundação programa sempre exposições de outros artistas. Às vezes o espaço é ocupado pelas outras exposições. Mas de todas as maneiras vale a pena visitá-la.

  13. Beth disse:

    Sonia
    Conheci o La Coupole quando era solteira,
    Voltei lá casada, depois com filha e este ano levei minha neta para conhecer a casa, que só melhorou ao longo dos anos e restaurações..
    Minha neta (e filha) se encantaram com o “indiano”, risos.
    Abs.

  14. Sonia disse:

    Realmente, vale a pena conhecê-lo. Fomos, meu marido e eu, há 30 anos atrás, e comemoramos o 2º aniversário de uma de minhas filhas. Só tem um detalhe: ela estava no Brasil com minha mãe!!! Mas, valeu a comemoração.
    Há dois anos, voltei lá com ela para que ela conhecesse onde comemoramos seu 2º aniversário.

  15. LUIZA MIRANDA disse:

    Adoro comidinhas simples e saudáveis. mas em Paris fiz questão de apreciar uma autentica comida francesa. E por indicação de um amigo francês fui conhecer com o meu marido o La Coupela. Comi carne de veado e um arroz delicioso. As sobremesas são divinas. O local é pura história e o atendimento excelente. Pagamos um preço justo. Pedro, não é pecado conhecer um lugar como LA COUPELA.

  16. Taís disse:

    Com certeza La Coupole é obrigatório para quem vai a Paris. É lindíssimo e possui excelente atendimento.

  17. Beth disse:

    Célia Zanata
    Todas as vezes que eu vou no La Coupole sempre tem alguém comemorando aniversário… Na última vez os garçons trouxeram um bolo com velas acesas e outros aparatos. E todos cantam parabéns, inclusive das mesas próximas. Acho muito bonitinho e divertido! Minha filha que é muito engraçada e espirituosa disse que ainda vai ver aquele indiano que tem lá fazer um número especial para algum aniversariante…
    Abs.

  18. Célia Zanatta disse:

    Lina,

    Vamos comemorar o aniversário do meu filho no La Coupole e gostaria de notificar o restaurante. Porém, no site de reservas, não há espaço para esse tipo de comunicação. Gostaria de saber como o casal Carlos e Marilene Silva, de São José do Rio Preto, faz essa notificação.

  19. Stephanie disse:

    Já fui no La Coupole sem saber que era tão chique e famoso. Só percebi onde eu estava, porque Caroline, princesa de Mônaco, estava sentada na mesa ao lado. Pessoalmente, valeu a ida só pelo lugar, porque não achei a comida grandes coisas não. Mas isso porque eu gosto de uma comida mais simples, não sou grande apreciadora de comidas refinadas e vinhos. Para quem gosta, é obrigatório.

    Adoro seu site, está me ajudando muito na minha ida desta vez. Parabéns pelo seu belo trabalho!

  20. Carlos e Marilene Silva disse:

    Desde o ano 2.000 comemoro meus aniversários no La Coupole.
    Somos de São José do Rio Preto, interior de São Paulo.
    Se você faz a reserva e os notifica que naquela data um dos participantes da reserva é aniversariante, todo o corpo de funcionários adentra o salão com um bolo com velinhas e fazendo a maior festa para o aniversariante.
    Endosso tudo que você fala do local.
    Quem gosta de história, cultura, uma boa culinária e um bom vinho, não pode deixar de conhecê-lo.
    Parabéns pelo seu trabalho.

  21. conexaoparis disse:

    Sandra
    Montparnasse não está neste roteiro. Em quatro dias impossível ver a cidade toda. Montparnasse é para quem já conhece os pontos turísticos mais importantes.
    Conheça Montparnasse quando estiver passeando por Saint Germain. O roteiro para o segundo dia. Os dois são rive gauche.

  22. SANDRA disse:

    Ola, Lina…copiei todo o roteiro de quatro (04) dias. Em qual destes dias posso ir em Montparnasse? – Estou meio confusa porque entendi que este bairro nao esta no roteiro de 04 dias, esta correto? Por favor, me oriente como colocar um passeio pequeno nesta regiao no roteiro…Voce acha que esta regiao e boa para ir num domingo? Beijos

  23. […] Você pode comer uma boa choucroute no La Coupole. Leia o artigo sobre este restaurante que publiquei no roteiro de Montparnasse. […]

  24. conexaoparis disse:

    Olá Pedro.
    Se você ler o blog com atenção verá que dou dicas de onde comer bem e barato. Como não sou de índole radical falo dos caros e dos baratos. Mas todos que cito são ótimos. Não ganho nem um centavo pelo trabalho que tenho. Só cito os lugares e restaurantes que são bons, os que gosto.
    Espero que volte sempre.

  25. Pedro de Sousa Ferreira disse:

    Paris do “quartier latin” (bairro latino) e do “Marais” com os seus menus a 6 e 7 euros, às vezes sao muito mais interessantes do que muitos restaurantes chiques.
    Em Paris, é corrente chamar de “bouffe merde” aos turistas muito in, que acham o maximo sentar suas nadegas em sitios que so valem porque este ou aquele personagem da jet set ai passou mesmo muito fugazmente

  26. Andrea N. disse:

    Opa! Finalmente um prato vegetariano num restaurante famoso de Paris! Alias, Lina, se vc puder comentar qualquer hora a Paris dos vegetarianos/veganos, com opcoes pra pessoas como eu, que tem horror de foie gras por exemplo, seria legal.
    Beijao.

Participe e deixe seu comentário

Seu comentário pode demorar alguns minutos para aparecer no blog.